Crime

Preso homem que deixava Júnior do Mojó sair da cadeia para visitar parentes

Investigadores da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) efetuaram, na segunda-feira (4), a prisão de Márcio Wendel Davila dos Reis, 33 anos, que exercia a função de Diretor Administrativo da Casa de Detenção (Cadet), em Pedrinhas. Ele é suspeito de facilitar a fuga de um detento que cumpria pena na Unidade Prisional e deixava Júnior do Mojó sair para visitar parentes.

Ele foi preso em flagrante no prédio da Cadet. Segundo a Polícia, ele teria facilitado a fuga do mato-grossense, Andes Araújo Cerqueira, preso desde junho de 2011. O detento é apontado como líder de uma quadrilha especializada em arrombar caixas eletrônicos no Maranhão.

Em depoimento, o diretor administrativo relatou que o preso estava reclamando de fortes dores nos dentes e resolveu levar por conta própria o preso a uma clínica odontológica localizada no Bairro da Cohab. Ele contou, ainda, que ao chegar ao local o preso teria aberto a porta do carro e empreendido fuga e tomado rumo ignorado.

Wendel Davila foi autuado pelo crime de facilitação de fuga de preso, pelo delegado André Gossain da Seic, que ficará responsável pela conclusão do inquérito. Caso seja condenado, ele poderá pegar um a quatro anos de reclusão. Márcio após o pagamento da fiança no valor R$ 1.364 reais e foi liberado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.