Judiciário

Tribunal demite servidora que aumentou o salário para R$ 40 mil reais

A servidora juntamente com o marido.

A servidora juntamente com o marido.

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) julgou, nesta quarta-feira (18), Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra a auxiliar judiciária Cláudia Maria da Rocha Rosa, por falta grave, e determinou, por unanimidade, a demissão da servidora do cargo efetivo.

A presidente do TJMA, desembargadora Cleonice Freire, relatora do processo, votou pela aplicação da pena de demissão, em acordo com o parecer da comissão processante que investigou denúncia de irregularidade na folha de pagamento do Tribunal e concluiu que houve falta grave cometida pela servidora no cargo comissionado de chefe da Divisão de Pagamento, em benefício próprio.

A ex-diretora financeira do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), Cláudia Maria Rocha Rosa, chegou a ser presa por aumentar a margem do seu salário 10 vezes mais do que recebia.

Presa pelo crime de peculato, a coordenadora da folha de pagamento estava sendo investigada há meses pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

O delegado Augusto Barros informou que o marido de Cláudia, identificado como Thiago Salustiano Menezes, também chegou a ser preso por se beneficiar do esquema.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.