Cidade

Ponte do Sítio Tamancão ameaça cair por infraestrutura precária

Ponte do Sítio Tamancão

Ponte do Sítio Tamancão

O Sítio do Tamancão é um dos bairros mais antigos da capital e corre um grande risco de ser isolado da cidade, tudo porque a porque a ponte que dar entrada a ele está em uma péssima condições de precariedade e corre o risco de cair a qualquer momento.

Motoristas que passam pela ponte alegam que o medo toma de conta quando estão fazendo o pequeno percurso, pois a qualquer momento pode vir cair e causa um grande acidente. A mesma que foi criada ano passado pelos próprios moradores, como forma de segunda opção para acesso ao bairro, apresenta grandes quantidades de buracos e a ferragem está totalmente desgastada.

“Como não podemos mais contar com o poder público de São Luís temos apenas duas opções: Fazer algo pra amenizar a situação ou aceitar e acabar sofrendo as consequências”,afirma um morador do bairro.

Segundo informações a estrutura de ferro que dar suporte a ponte está completamente corroída pela salina e a única coisa que sustenta a ponte é a camada de concreto. Os habitantes da área pedem uma reconstrução da ponte para que não possam perder o único meio de acesso a outros bairros de São Luís.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que vai enviar uma equipe à comunidade do Tamancão para averiguar a situação da referida ponte.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Conjunto São Bernado apresenta precariedade em suas ruas

No conjunto São Bernado, em São Luís, a falta de infraestrutura é comum. O acúmulo de lixo, bueiros entupidos, esgotos estourados e lama acumulada representam o bairro.

A rua oito é um acesso importante por ligar três bairros e por isso é bastante movimentada, porém apresenta vários esgotos estourados e buracos durante todo o seu percurso prejudicando a passagem de motoristas e pedestres.

“A situação não muda e quando decidem melhorar um pouco não demora muito para voltar a ser como antes. Em época de inverno ninguém consegue nem passar pelas ruas porque está tudo alagado por conta desses buracos que parecem mais um poço”, relata uma moradora.

Os bueiros das ruas estão entupidos e em outro ponto uma cratera é motivo de ameaça para os habitantes, onde os lixos representam a precariedade da coleta pública. Os problemas estruturais trás uma insegurança para os moradores, alguns afirmam que a onda de assalto é constante.

A população reclama que incomoda e tira a qualidade de vida, os mesmos pedem uma solução rápida do órgão responsável.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Problemas de infraestrutura continuam afetando ruas da capital

Quem passa diariamente pela rua Raimundo Vieira da Silva, localizada ao lado do Parque do Bom Menino, acumula reclamações e o motivo são os buracos que perseguem a população de São Luis em vários trechos e bairros da cidade.

O problema acontece desde o inicio da rua, o que prejudica os motoristas. Para que não tenham os carros quebrados a maneira é reduzir a velocidade. O asfalto, que já está quase todo comprometido, só aumenta com o tempo e nada é feito pela prefeitura.

“Esta cada vez mais complicado passar de carro por aqui e isso é uma falta de respeito para a população”, reclama um condutor.

Além dos sérios problemas de infraestrutura a rua é mal planejada, onde pessoas estacionam os carros e dificulta a passagem de veículos nas duas mãos. O que facilita ou ajuda o desafogamento e acúmulo de carros é que alguns estabelecimentos possuem estacionamento privado para funcionários.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Falta de planejamento faz Antônio Araújo esquecer bairros de capital

Antônio Araújo está trabalhando? Esse é uma das perguntas que a população se faz quase diariamente, no entanto, motivados pela ausencia de uma gestão eficiente. Mais um bairro da capital é afetado pela má gestão desse senhorzinho que prometeu transformar São Luís em uma nova Veneza. A situação da rua está em um estado crítico por falta de asfalto e excesso de buracos, onde não se passa mais carros e dificilmente motos.

Moradores da área afirmam que a situação só não está pior porque os mesmos costumam jogar entulho para fechar os buracos e facilitar a passagem das pessoas. O que traz mais preocupação a população é a perca da via de acesso a uma das avenidas mais importante da capital, a estrada de Ribamar.

“Isso tudo é resultado dos impostos absurdos que pagamos para a prefeitura, esperamos mais comodidade e respeito e o que nos resta é isso. Se não fosse a união dos moradores para amenizar essa situação nem sei como estaria. Isso acontece não é só aqui, mas em grande parte dos bairros”, relata um morador indignado.

O apelo a prefeitura, é que esse problema seja resolvido o quanto antes pois a situação está quase que irreversível. Além dos grandes buracos e estradas quebradas a insegurança pública marca presença. Araujo, o que lhe custa, além de grandes valores gastos em obras, mostrar dedicação e respeito a um bairro esquecido como esse?

Entre várias reclamações, já realizadas, nenhum problema foi solucionado pelo secretário de obras.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Trabalho mal feito pela CAEMA deixa Vila Goreht em estado precário

A Vila Goreht encontra-se localizada em baixo da ponte Bandeira Tribuzzi e sofre com sérios problemas de infraestrutura causado por um buraco aberto que após alguns serviços da CAEMA não foram fechados.

O buraco no momento está vazio, no entanto moradores alegam que a CAEMA foi ao local fazer uma manutenção na rede de reabastecimento e depois do buraco feito ninguém mais voltou para fazer a pavimentação da área.

“Esse problema não está muito tempo, no entanto ja prejudicou muitos moradores. Quando cheio, há casos de pessoas que já pegaram até dengue por conta da água parada, motoristas e pilotos ficam preocupados em passar por medo de ficarem presos no buraco, pois quando está cheio ninguém te noção da profundidade”, relata uma moradora.

Além da falta de infraestrutura apresentadas por buracos e poças de lama, os habtantes denunciam a falta de comunicação na região por causa dos furtos da fiação de internet e telefone fixo, o que deixam muitos reféns ao uso de celulares. A insegurança no local, também, causa pavor aos moradores.

A CAEMA nunca se pronunciou a respeito do problema causado, o que se conclui que a precariedade do local não será solucionado tão cedo.

Buraco causado pela obra da CAEMA em duas épocas: Cheio e seco.

Buraco causado pela obra da CAEMA em duas épocas: Cheio e seco.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Edivaldo Júnior persiste no fracasso de Araújo na Semosp

Os lixos e galerias a céu aberto no bairro do Caratatiua, vêm prejudicando a saúde dos moradores da rua Mauro Bezerra.

Em meio a tantos problemas de sujeira e mal cheiro que acontecem no bairro a precariedade no asfalto marca presença que, por conta dos esgotos que correm livremente diariamente, o mesmo começa a ceder e criar vários buracos espalhados pela área.

“É muito ruim conviver com uma situação dessas. Não podemos nem andar pela rua direito sem se incomodar com o mal cheiro e o pior de tudo é quando se tem criança por perto. Ja fizemos várias reclamações a respeito disso e continua do mesmo jeito”, relata uma moradora.

Pessoas alegam que alguns moradores jogam lixo no meio da rua por vontade própria, no entanto, não é culpa deles que galerias fiquem expostos prejudicando a saúde e morada dos mesmos.

Segundo informações,o problema de esgoto está relacionado a galeria, abandonada pela prefeitura e seus gestores, que está aberta por muito tempo. O apelo ao secretário de obras e infraestrutura (Semosp) Antonio Araujo é o comprometimento em arrumar de vez esse problema para que ninguém continue sendo prejudicado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Deficientes são prejudicados com buracos de São Luis

Os problemas de buracos na capital é tão constante e quase sem solução que no dia que forem resolvidos, a população irá estranhar.

Um outro ponto da cidade prejudicado pela má gestão de Edivaldo Junior é a rua Sarney Filho, que faz a divisão entre os bairros do Bequimão e Vila Palmeira.

Os buracos, no bairro do Bequimão, são transformados em grandes crateras que são controladas por moradores da área que jogam restos de materiais de construção e entulho criando, assim, uma “decoração” diferente no ambiente.

“Pensar que os buracos atrapalham apenas usuários de carro é covardia, também me sinto no direito de reclamar das péssimas condições da cidade. Seria bem melhor se essa área da rua Sarney Filho estivesse em bom estado porque, assim, eu não teria que gastar dinheiro fazendo manutenção na minha cadeira de roda, o que é muito caro” se queixa um morador deficiente da área.

O problema que se alastra por São Luís há anos não prejudica apenas aos motoristas e pedestres, mas também aos deficientes usuários de cadeira de roda que possuem o mesmo direito de ir e vir que qualquer outra pessoa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Caixa D’água comprometida amedronta moradores do bairro Sacavém

 

No bairro do Sacavém, localizado em São Luís, uma caixa d’agua traz pesadelo aos moradores do bairro, pois oferece grande risco de desabamento e faz com que os moradores fiquem preocupados.

A caixa, que abastece em média 400 casas da região está comprometida e segundo alguns moradores a interdição no local foi feita pela defesa civil, no entanto, nada foi realizado.

“A caixa d’água fica localizada próximo à casa de algumas famílias que possuem medo de desmoronamento, se nota o quanto a caixa é velha por fora e imagina como deve ser por dentro, só queremos que os nossos governantes façam algo para resolver esse problema”, relata uma moradora.

A população afirma que até o presente momento só receberam promessas que nunca foram cumpridas. A revolta dos moradores é tão grande que alegam haver melhorias depois que algum risco acontecer após o desabamento e então a situação ficara um pouco mais complicada de resolver.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Praça abandonada e galeria a céu aberto causa transtorno em São Luis

Galeria de esgoto

Galeria de esgoto

Na Rua dos Cedros, localizada no bairro São Francisco, encontra-se uma grande galeria de esgoto aberta ao lado da casa da moradora Natalia Vidal. Segundo relato dela, o problema está há muito tempo e nenhuma providência foi tomada.

O problema começou quando à antiga praça, que era localizada próxima a sua casa, foi coberta por matos deixando a galeria a céu aberto. Os moradores tentaram recorrer a CAEMA, mas o órgão alegou que o problema não deveria ser solucionado por eles e sim pela prefeitura de São Luís.

“Essa galeria esta aí há tempo causando mal esta em todos que moram por perto. O caso é tão grave que já apareceu até crianças com indício de calazar, o que deixa todo mundo preocupado. Se nota o quanto o prefeito se preocupa com a população que o elegeu com a esperança de uma cidade melhor”, relata Natalia Vidal.

Segundo moradores, o problema só tende a piorar caso não seja resolvido nada por parte da prefeitura. O que se espera, é que Edivaldo Junior cumpra com suas promessas feitas em seu tempo de candidatura.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Cano quebrado desperdiça água no bairro da Liberdade

Na maior parte dos bairros de São Luís a grande falta de água é constante, no entanto no bairro da Liberdade a quantidade de água é boa para os moradores. O lamentável é que a água limpa não estão nas casas e sim caindo nas ruas em grande abundância.

Segundo moradores da rua do Posto, localizada no bairro da Liberdade, o problema com o vazamento de água já possui muito tempo. Exatamente há 6 meses que o cano quebrou e nunca houve solução para esse problema.

“Parece mentira mas não é, com esse problema chegamos a passar até 5 dias sem água em nossas casas. Já faz seis meses que isso está assim e ninguém resolve nada, até os buracos estão começando a aparecer e não tínhamos esse problema na comunidade”, relata um dos moradores do bairro.

Com a quantidade de água que sai do cano, o asfalto da rua parece começar a ceder e é o que dar dor de cabeça em dobro aos moradores da área.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.