Poder

Roberto Costa pede CPI para investigar paradeiro de R$ 73 milhões

Deputado Roberto Costa

Deputado Roberto Costa

Na sessão desta ontem segunda-feira (21) da Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado Roberto Costa (PMDB) encaminhou à Mesa Diretora da Casa um pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o sumiço dos R$ 73 milhões, frutos do convênio realizado entre Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, no ano de 2009.

O pedido de CPI conta com assinaturas de 24 parlamentares, intercaladas entre deputados da base governista e da oposição. Os dois deputados do PSDB, Gardênia Castelo e Neto Evangelista, contestaram a legitimidade da CPI, mas os colegas discordaram.

Roberto Costa lamentou a atitude da colega Gardênia Castelo e também cobrou um posicionamento da prefeitura de São Luís em relação ao assunto. “Eu esperei a vinda da deputada Gardênia Castelo [à tribuna], que por ser filha do prefeito de São Luís, tinha mais acesso a essas informações. Mas em vez de esclarecer, ela apenas fez ataques. Tanto a nota oficial emitida pela prefeitura quanto o pronunciamento da deputada não esclareceram o sumiço dos R$ 73 milhões. O único município que o Tribunal de Contas não tem informações é o município de São Luís” finalizou Costa.

Na sessão desta terça-feira (22) o pedido deve ser lido e os trabalhos da CPI deverão tão logo ser iniciados.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar instala CPI

Vereador está foragido

Vereador está foragido

A Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar instalou na manhã desta sexta-feira, 18, Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os indícios de envolvimento do vereador Júnior Mojó.

Edson Arouche Júnior, após ter a prisão preventiva decretada pela Justiça, como mandate do assassinato do empresário Marggion Lanyere Ferreira Andrade, 45.

O vereador está foragido e o corretor de imóveis Elias Nunes também um dos mandantes que teriam contratado o ex-presidiário Alex Nascimento para executar o empresário.

Antes mesmo de ser decretada a prisão do vereador, o mesmo pediu afastamento temporário do cargo para tratamento de saúde.

As Polícias Militar e Civil ainda permanecem nas buscas dos foragidos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.