Poder

Prefeitura de São Luís recebe quase R$ 6 milhões do governo federal, mas não entrega obra

IMG-20160628-WA0006

A população da Cidade Operária aguarda ansiosamente pela conclusão da obra da maternidade no bairro, prometida pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, no mês de outubro de 2013. Só que de lá para cá quase nada foi feito. De acordo com a placa informativa, a maternidade deveria ter sido entregue no dia 26 de junho deste ano.

O Governo Federal já liberou quase R$ 6 milhões para a construção, conforme dados do Portal da Transparência, mas no local só é notório o descaso e o desrespeito com a coisa pública. A Prefeitura só construiu a base e nada mais. O último repasse, de R$ 2.644.000,00, foi feito no dia 22 de janeiro deste ano.

O convênio com o Ministério da Saúde é no valor de R$ 24 milhões e vigora no dia 31 de agosto deste ano. O projeto da maternidade visa oferecer 132 leitos, destes, 100 de internação e 20 de UTI’s – 10 neonatais e 10 infantis.

Com a obra abandonada e o prazo se esgotando, a população segue desacreditada na gestão municipal. Só restam as lamentações, revoltas, frustrações e o desperdício com o dinheiro público.

As promessas de Edivaldo Holanda Júnior mais uma vez não foram cumpridas, e novamente a população é quem paga o pato. Os órgãos responsáveis precisam apurar o abandono dessa obra, cobrar explicações sobre o motivo do descumprimento do prazo  e do destino do recurso já repassado pelo governo federal.

Os moradores da região, que sonharam com uma unidade de saúde de grande porte no bairro, aguardam uma solução para o descaso da Prefeitura de São Luís. Confira abaixo, os detalhes do convênio publicados no Portal da Transparência.

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Obra avaliada em R$ 25 milhões está abandonada na Cidade Operária

Blog do Marcelo Vieira
1431896974-90676519-1
Moradores da Cidade Operária denunciam o abandono da obra da maternidade do bairro. A Maternidade da Cidade Operária seria a primeira maternidade municipal de grande porte da capital, uma promessa da prefeitura de São Luís para resolver o problema da falta de vagas em maternidades da capital, porém parece que a obra está ficando só na promessa mesmo.

O projeto da maternidade é oferecer 132 leitos, destes, 100 de internação e 20 de UTI’s – 10 neonatais e 10 infantis. Porém a estrutura que já era pra estar em fase de concussão está além de abandonada, tomada pelo lixo e mato crescido.

Até abaixo-assinado foi feito na região pedindo a construção da maternidade, que deveria atender 44 bairros vizinhos. A obra, que teve início em 2014, foi orçada no valor de 25 milhões de reais, destes, 24 milhões viriam de convênio com o Ministério da Saúde.

13096143_1120987724632656_1053610037325476278_n-768x431

O anúncio, em 2013, contou a presença do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior, e segundo ele, seria o inicio da solução de vários problemas.

De acordo com a prefeitura Secretaria Municipal de Saúde, a obra passou por medição e terraplenagem e agora aguarda o repasse de recursos do governo federal para ter continuidade.

Porém ao consultarmos Portal da Transparência, constatamos que o último repasse do Governo Federal para a Prefeitura de São Luís, foi realizado no dia 22 de janeiro de 2016 no valor de R$2.644.000,00 (dois milhões, seiscentos e quarenta e quatro mil reais). Ainda no Portal da Transparência, é possível ver que o fim da vigência do convênio é em agosto de 2016.

Na placa que fica em frente a obra, é possível ver que a data de entrega seria dia 26 de junho de 2016.

Pra onde está indo todo esse dinheiro prefeito Edvaldo Holanda Junior? O Ministério Público, através da Promotoria de Saúde precisa investigar esse caso o mais rápido possível.

PORTAL-2-768x515


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Policial é preso na Cidade Operária por tráfico de drogas

Material apreendido (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)

Material apreendido (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)

A polícia prendeu no início da tarde desta quarta-feira (19), o sargento da polícia militar Kennedy de Oliveira Falcão, acusado de tráfico de drogas. Ele foi preso com os dois filhos na unidade 101 da Cidade Operária. Um deles, Kenny Roger Vasconcelos Falcão, segundo denúncia, traficava na região. O outro foi enquanto a polícia apura seu envolvimento.

Apenas o filho do sargento seria preso, mas ao interferir na prisão a polícia foi até sua residência e lá encontrou meio tijolo de maconha, pó branco, que pode ser cocaína e três armas, que segundo ele pertence a corporação. Duas das armas não tinham documentação.

Kenny Roger foi preso na rua vendendo entorpecentes. Com ele a polícia encontrou 24 papelotes de maconha.

Ambos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Mulher é esfaqueada por usuário de drogas na Cidade Operária

Arma utilizada no crime_foto divulgação

Arma utilizada no crime_foto divulgação

Rosimeire Neres Correia foi vítima de um usuário de drogas na tarde desta quinta-feira (13), na Cidade Operária. Dona de uma quitinete, a mulher foi pedir ao adolescente de 17 anos, não identificado, que tem um quarto alugado em sua quitinete, que não consumisse drogas no local.

Revoltado, ele pegou uma faca e foi até a moradia da vítima e a atacou diversos golpes de faca. Rosimeire foi encaminhada em estado grave para o Socorrão II e corre risco de morte.

O adolescente morava sozinho no local.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Adriano Sarney antecipa campanha eleitoral e anuncia agência da Caixa na Cidade Operária

Adriano SarneyO filho do deputado federal Sarney Filho, Adriano Sarney, é candidato a deputado estadual para as eleições de 2014 numa dobradinha com o pai, e já colocou a campanha nas ruas.

O filho de Zequinha Sarney, de olho nos milhares de eleitores da Cidade Operária, anunciou na sua pagina no twitter, que o bairro contará com uma agência da caixa econômica federal.

Independente de ser uma propaganda antecipada, a população da região merece uma agência bancária. Essa necessidade é antiga e nem mesmo o pai, Sarney Filho, nunca fez o menor gesto para garantir essa conquista tão reclamada pelos moradores.

E estranhamente agora que Adriano Sarney é candidato, o pai e o avô mexeram os pauzinhos para mostrar que Adriano Sarney tem força na esfera federal.

O jovem filho do deputado federal, tentou ser candidato a prefeito de Paço do Lumiar e no começo do ano passado, Sarney Filho deslocou 7 milhões de suas emendas para recuperação asfáltica de ruas e avenidas daquela cidade. O dinheiro veio e ninguém sabe até hoje onde está enterrado.

Com informações do Blog do Luis Cardoso.

Adriano Sarney


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.