Poder

Mentira sobre viagem de avião sela destino de Carlos Lupi

Gerson Camarotti e Isabel Braga, O Globo

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, não mentiu apenas ao Congresso Nacional. Mentiu também para o Palácio do Planalto.

Carlos Lupi em Timon

Carlos Lupi em Timon

Na sexta-feira, quando o governo soube que seria divulgada reportagem na revista “Veja” sobre a viagem de Lupi ao Maranhão, o ministro enviou ao Planalto a informação de que não tinha ligação com o empresário Adair Meira, que comanda uma rede de ONGs conveniadas com o ministério, e negou que tivesse viajado num King Air oferecido pelo dirigente de ONGs.

No sábado, o ministério voltou a dizer em nota oficial que Lupi só utilizou o avião bimotor Sêneca. Mas o ministro foi desmentido pelas imagens. Nas palavras de um interlocutor direto da presidente Dilma Rousseff, a sobrevida dada a Lupi até a reforma ministerial em janeiro já não existe.

Avaliação feita nesta terça-feira por integrantes do núcleo do governo foi a de que Lupi deve uma explicação pública convincente. E, se isso não ocorrer, o Planalto espera que o PDT conduza o processo de substituição de Lupi o mais rápido possível.

A expectativa no Palácio do Planalto era que, durante o feriado, a crise política envolvendo Lupi perdesse fôlego. Nesta terça-feira, porém, a constatação foi de que a crise só aumentou com as versões apresentadas sobre o mesmo fato.

Para piorar a situação, o site da revista “Veja” divulgou nesta terça-feira vídeo em que Adair aparece nas mesmas imagens em que Lupi é filmado chegando a uma cidade do interior maranhense em dezembro de 2009. Os dois estavam a bordo do King Air, prefixo PT-ONJ, que pousou na cidade maranhense de Grajaú.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

No Maranhão, Lupi andou em dois aviões pago por ONG

Do G1

Carlos Lupi

Carlos Lupi

O empresário Adair Meira, dirigente de ONGs beneficiadas por convênios com o Ministério do Trabalho, afirmou nesta terça-feira (15) ao G1 que o ministro Carlos Lupi andou em dois modelos de aeronaves durante viagem em 2009 pelo Maranhão, um bimotor Sêneca e um turbo-hélice King Air. Adair confirmou ter intermediado o aluguel do King Air, mas negou ter arcado com os custos.

Ele contou que recomendou ao ex-secretário de Políticas Públicas e Emprego Ezequiel Nascimento que alugasse o King Air na empresa de taxi aéreo Aerotec. “As empresas têm dificuldade em alugar para desconhecido. Eu recomendei ao Ezequiel a Aerotec e falei sobre ele para os dirigentes da empresa”, disse. O G1 tenta contato com Ezequiel Nascimento.

O G1 tentou contato com a Aerotec, que teria alugado o avião, mas foi informado por um funcionário que os diretores, que falam pela empresa, estavam viajando. O G1 deixou recado no celular de um dos diretores, mas não recebeu resposta até a publicação desta reportagem.

Segundo Adair, Lupi estava cumprindo a agenda pelo Maranhão no avião de modelo Sêneca, quando Ezequiel o convidou a andar no King Air por ser maior.

Foto divulgada pelo site “Grajaú de Fato” mostra que Lupi também teria desembarcado em Grajaú com o turbo-hélice modelo King Air. No último fim de semana, o Ministério do Trabalho divulgou nota dizendo que Lupi apenas utilizou o modelo Sêneca durante a agenda no Maranhão. O G1 tenta contado com a assessoria da pasta.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bomba! Carlos Lupi ajudou aliado a criar sindicatos-fantasmas

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, concedeu registro a sete sindicatos patronais no Amapá para representar setores da indústria que, segundo o próprio governo local, não existem no Estado.

Os certificados saíram a pedido do deputado Bala Rocha (PDT-AP), dirigente do partido de Lupi, que afirma ter se valido da proximidade partidária com o ministro.

As certidões foram dadas pelo ministério em abril e agosto de 2009 e levam a assinatura de Lupi, ao lado da inscrição “certifico e dou fé”, e do então secretário de Relações do Trabalho, Luiz Antonio de Medeiros.

O ministério diz que não atendeu a interesses políticos para conceder o registro aos sete sindicatos do Amapá e que seguiu os “procedimentos previstos nos normativos legais que tratam da matéria”.


Da Folha


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PDT tenta comprovar pagamento de avião usado por Carlos Lupi

Da Folha

Carlos Lupi

Carlos Lupi

O presidente em exercício do PDT, André Figueiredo, disse nesta segunda-feira (14) que vai cobrar do diretório do partido no Maranhão a prestação de contas de 2009 para comprovar o pagamento do jatinho usado em viagem do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, ao Estado.

“Se ele [Lupi] afirmou que foi pago pelo Maranhão, deve estar na contabilidade do Estado. Vou cobrar na volta do feriado”, disse.

O presidente do PDT no Maranhão, Igor Lago, afirmou à Folha que já havia solicitado ontem a contabilidade do diretório de 2009 e 2010.

Segundo a revista “Veja”, Lupi fez uma viagem oficial ao Maranhão em dezembro de 2009 a bordo de um avião disponibilizado pelo empresário Adair Meira, que controla duas ONGs beneficiárias de convênios no valor de R$ 10,4 milhões com o Ministério.

O Ministério do Trabalho divulgou uma nota atribuindo ao PDT a responsabilidade pelo avião usado em sua viagem, acrescentando que Lupi cumpriu “agendas oficiais e partidárias”.

Figueiredo afirmou que na época do episódio não estava na Executiva do partido e, portanto, não acompanhou o caso. “Não tenho como dar mais explicações.”

Para dar uma demonstração de força, o ministro convocou o Diretório Nacional do PDT para uma reunião no sábado. “O ministro tem o apoio do partido”, disse o deputado Weverton Rocha (PDT-MA).

Segundo um integrante da cúpula do PT, a influência de Lupi sobre o PDT é um dos poucos pontos em seu favor. Figueiredo disse que o ministro quer dar explicações e compartilhar com as direções do partido o “desgaste” diante das denúncias de irregularidades.

Além de Lupi, o empresário e Rocha, estavam no voo, segundo a revista, o então secretário de Políticas Públicas de Emprego do ministério, Ezequiel Sousa do Nascimento, o ex-governador do Maranhão, Jackson Lago (morto em abril último).

Hoje, Rocha promete entregar o plano de voo da viagem.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Dilma quer explicações 'consistentes' de Lupi

A presidente Dilma Rousseff espera que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, dê explicações “consistentes” sobre as circunstâncias de sua viagem ao Maranhão em dezembro de 2009.

Weverton Rocha, Carlos Lupi e o ex-governador Jackson Lago

Weverton Rocha, Carlos Lupi e o ex-governador Jackson Lago

Na avaliação de integrantes da equipe da presidente, a assessoria de Lupi deu uma resposta superficial à reportagem da revista “Veja”, segundo a qual o ministro usou um avião alugado por um empresário para agenda oficial dentro do Estado.

Segundo a revista, Lupi fez uma viagem oficial no Estado do Maranhão em dezembro de 2009 a bordo de um avião disponibilizado pelo empresário Adair Meira, que controla duas ONGs beneficiárias de convênios no valor de R$ 10,4 milhões com o Ministério.

As ONGs de Meira são investigadas por desvio de dinheiro nos convênios com a pasta.

No sábado, o Ministério do Trabalho divulgou uma nota atribuindo ao PDT a responsabilidade pelo avião usado em sua viagem.

Na opinião de integrantes do Palácio do Planalto, no entanto, o esclarecimento não foi satisfatório e a sobrevivência de Lupi depende de como reagirá às denúncias de que tem sido alvo. Ainda segundo assessores do Palácio, seu destino não está selado.

Da Folha


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PF investigará se Lupi usou avião pago por ONG suspeita

Vivian Oswald, O Globo

Weverton e Carlos Lupi no Maranhão

Weverton e Carlos Lupi no Maranhão

A Polícia Federal vai investigar a suposta carona que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, teria pegado em avião pago por uma ONG para viajar pelo Maranhão em dezembro de 2009.

A apuração será feita no inquérito aberto pela PF para investigar irregularidades em convênios do Trabalho, entre eles os que foram assinados com Adair Meira, o dono de ONGs que, segundo a revista “Veja”, teria pagado o avião usado por Lupi. Segundo integrantes da cúpula da PF, como as ONGs já são objeto da investigação, o caso do avião também está na mira da instituição.

Neste domingo, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, evitou falar sobre as novas denúncias, mas lembrou que Lupi já havia solicitado abertura de inquérito na semana passada, quando surgiram as primeiras acusações de irregularidades em sua pasta.

– Qualquer situação que envolva qualquer ministro em que existam denúncias ou indícios de crimes será sempre investigada. Não estou falando só deste caso, falo de qualquer caso. Não só de Lupi, como também para mim mesmo – disse Cardozo.

No caso do avião, a investigação da PF pode não gerar desdobramento penal, pois seria relacionada a questões éticas ou de improbidade, a cargo do Ministério Público Federal. A Comissão de Ética da Presidência da República também cuida desses casos.

Leia mais em PF vai investigar se Lupi usou avião pago por ONG suspeita


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Presidente nacional do PT diz não ver razão para trocar Lupi

Folha.Com

Rui Falcão, Presidente do PT

Rui Falcão, Presidente do PT

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, deputado estadual Rui Falcão, afirmou há pouco, durante a abertura do 2º Congresso Nacional da Juventude do PT, que não há denúncia comprovada contra o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. “Vendo o teor das denúncias, não vejo razão para substituí-lo”, disse.

De acordo com  reportagem publicada pela revista “Veja”, Lupi usou um avião alugado por um empresário dono de ONG que tem contratos milionários com o ministério.

Segundo a revista, o ministro fez uma viagem oficial ao Estado do Maranhão em dezembro de 2009 a bordo de um avião turbo-hélice King Air “providenciado” pelo empresário Adair Meira, de Goiânia (GO), que comanda uma rede de ONGs que mantém convênios com o ministério no valor de R$ 10,4 milhões.

A “Veja” afirma que ONGs de Meira foram alvo de investigações na CGU (Controladoria Geral da União) e já teria havido até pedido de devolução de recursos ao governo.

A viagem de 2009 se destinou ao lançamento de um programa de requalificação profissional no Maranhão.

Além de Lupi e do empresário, estavam no voo, segundo a revista, o então secretário de Políticas Públicas de Emprego do ministério, Ezequiel Sousa do Nascimento, o ex-governador do Maranhão, Jackson Lago (morto em abril último), e o deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA).

A revista afirmou que Nascimento confirmou que quem “providenciou” o avião foi Adair Meira.

O deputado Rocha afirmou à revista que o avião foi alugado pelo PDT, “através do governador” Lago, num valor estimado em R$ 70 mil. O objetivo seria atender compromissos da agenda oficial do ministro Lupi.

Ainda segundo a revista, o avião pertence a uma empresa de Goiânia (GO) –mesma cidade da sede da ONG comandada por Meira–, a Fundação Pró-Cerrado.

Meira e Weverton Rocha não foram localizados. Nascimento não falou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ministro culpa Weverton Rocha por uso de avião de empresário

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, atribuiu ao PDT a responsabilidade pelo avião que usou durante viagem ao Maranhão. Segundo reportagem da revista “Veja”, Lupi fez uma viagem oficial ao Estado do Maranhão em dezembro de 2009 a bordo de um avião “providenciado” pelo empresário Adair Meira. Ele controla duas ONGs beneficiárias de convênios no valor de R$ 10,4 milhões com o ministério.

Lupi atribui a culpa a Weverton

Lupi atribui a culpa a Weverton

Em nota divulgada neste sábado em resposta à revista, o Ministério do Trabalho afirma que Lupi cumpriu “agendas oficiais e partidárias” durante viagem ao Maranhão nos dias 11, 12 e 13 de dezembro de 2009.

E que “os deslocamentos realizados dentro do estado do Maranhão para agendas, parte em veículos de filiados, e parte em aviões de pequeno porte, tipo Sêneca, foram de responsabilidade do Diretório Regional do PDT do Maranhão, do ex-governador Jackson Lago [morto em abri], e do Deputado Federal Weverton Rocha”.

“A medida”, segundo a nota, “foi tomada para evitar que dinheiro público fosse utilizado nesta agenda”.

Ainda segundo a nota, Lupi desconhecia que “seu ex-assessor Ezequiel Nascimento, então Secretário de Políticas Públicas de Emprego do ministério, tenha solicitado avião particular para que ele o acompanhasse nesta agenda”.

Ezequiel é quem confirma à revista “Veja” o empréstimo de avião do empresário.

“Importante esclarecer também que o responsável, conforme a revista ‘Veja’ afirmou, pelo empréstimo do avião, à época não tinha nenhum tipo de relação com convênios do Ministério”.

Ainda segundo a nota, Lupi viajou em voo regular de Brasília a São Luís. De acordo com a nota,”a aeronave que acompanhava o ministro Lupi na agenda não se trata de um modelo King Air, conforme a revista ‘Veja’ afirmou, mas do modelo Sêneca”.

A nota não informa os donos dos aviões usados durante a viagem, nem se o empresário acompanhou o ministro durante as atividades oficiais.

O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) disse à Folha hoje à tarde, por telefone, que o ministro Lupi não utilizou aviões pertencentes ou sob controle do empresário Adair Meira. Segundo o parlamentar, dois aviões foram utilizados pela comitiva, ambos cedidos, um por um prefeito do interior do Maranhão e outro por uma indústria têxtil.

Da Folha


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Lupi e Weverton viajaram ao Maranhão em avião pago por ONG

Weverton Rocha e Carlos Lupi desembarcando no Maranhão

Weverton Rocha e Carlos Lupi desembarcando no Maranhão

Reportagem publicada neste fim de semana pela revista “Veja” relata uma série de viagens pelo Maranhão do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, em 2009 que teriam sido feitas em avião alugado por um responsável por ONGs que receberam posteriormente verbas de convênios com a pasta. Em depoimento na Câmara nesta semana, Lupi negou relação e viagem com Adair Meira, controlador das entidades.

Em nota divulgada neste sábado (12), o ministro Carlos Lupi afirmou que esteve no Maranhão para “agendas oficiais e partidárias” e que seu transporte de Brasília a São Luís ocorreu em um voo regular. O ministério divulgou, inclusive, uma cópia do bilhete. Na nota, Lupi diz ainda que dentro do Maranhão foram utilizados veículos de filiados e aviões pequenos pagos pelo diretório regional do PDT do Maranhão. “A medida foi tomada para evitar que dinheiro público fosse utilizado nesta agenda”, diz a nota – veja a íntegra no fim da reportagem.

Em nota, o ministério afirma que Lupi “desconhece que seu ex-assessor Ezequiel Nascimento, então Secretário de Políticas Públicas de Emprego do MTE, tenha solicitado avião particular para que ele o acompanhasse nesta agenda. Importante esclarecer também que o responsável, conforme a revista Veja afirmou, pelo empréstimo do avião, à época não tinha nenhum tipo de relação com convênios do ministério”, diz a nota.

Segundo a revista, Lupi e uma equipe do Ministério, incluindo Ezequiel Nascimento e Adair Meira, teriam passado, em viagem oficial, por sete cidades do Maranhão em dezembro de 2009 para o lançamento de um programa de qualificação profissional no estado. A aeronave, um King Air branco com detalhes em azul de prefixo PT-ONJ, teria sido alugada por Meira, ligado à Fundação Pró-Cerrado e à Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi).

Na reportagem, o deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA), ex-assessor de Lupi que também teria participado da viagem, disse que o aluguel do jatinho foi pago pelo PDT por R$ 700 mil.

Oposição – Por meio de nota divulgada neste sábado, o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), informou que vai protocolar na próxima semana uma representação na Comissão de Ética Pública da Presidência da República pedindo o afastamento do ministro do Trabalho, Carlos Lupi.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado constrange Weverton Rocha em depoimento de Lupi

Blog do Décio

Weverton e Carlos Lupi

Weverton e Carlos Lupi

O deputado Weverton Rocha (PDT) passou por um grande constrangimento ontem durante audiência do ex-chefe e “muy amigo”, ministro Carlo Lupi (Trabalho) na Câmara.

Fanfarrão, Lupi pediu desculpas a Dilma para permanecer no cargo

“Ministro, eu estou há vários anos aqui e nunca conseguir nada no Ministério do Trabalho. Esse rapaz (Weverton) chegou aqui outro dia e já empenhou R$ 20 milhões”, disparou o deputado Sílvio Costa (PTB-PE) olhando para o deputado maranhense e em seguida para Lupi.

Presente à sessão, Weverton fez de cara de que o assunto nem seria com ele. Apesar da “folha corrida” do pedetista, o ministro saiu em defesa de todos assessores denunciados por Veja. “Não trabalho com ninguém corrupto” disse.

Apesar de admitir que pode ter havido irregularidades “na ponta”, Lupi garantiu que o PDT nada tem a ver com os desvios: “Corrupção dentro do Ministério do Trabalho, do meu partido, não há. Eu afirmo: não há”, declarou. Ele se disse vítima de uma campanha organizada: “Incomoda a muita gente um jornaleiro chegar aonde chegou”, afirmou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.