Crime

PF começa agir; três ex-prefeitos são presos em 10 dias

A Polícia Federal tem cumprido mandado de prisão com relação a decisões da Justiça Federal. Apesar das investigações  ocorrer em sigilo absoluto, a Policia Federal tem concentrado equipes em diversos municípios do Maranhão com a intenção de investigar vestígios do crime.

As investigações são voltadas para fraudes de recursos federais principalmente em programas do setor da saúde e educação.

A região nordeste concentra os trabalhos principalmente nos estados do Piauí e Maranhão onde os indícios de crimes são maiores. Em todo o país a Policia Federal tem a estimativa de que as fraudes somadas ultrapassam a quantia de 11 bilhões.

Alzira Barros administrou Santo Antônio dos Lopes na década de 90

Alzira Barros administrou Santo Antônio dos Lopes na década de 90

Até agora foram apenas três ex-gestores, mais a PF do Maranhão vem trabalhando para prender pelo menos 70% de gestores e ex-gestores envolvidos em esquemas fraudulentos.

Em 10 dias a PF, prendeu o ex-prefeito de Bom Jardim de 58 anos, o ex-prefeito de Cândido Mendes Edson Costa de 56 anos e por último a PF prendeu ontem, (22), a ex-prefeita de Santo Antônio dos Lopes de 70 anos de idade.

Agora é só esperar que é prisão a todo instante, deve ter gente que não está nem conseguindo dormir direito.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

MP requer pagamento de dívidas de ex-presidentes da Câmara de Cândido Mendes

A Promotoria de Justiça da Comarca de Cândido Mendes ajuizou, em 14 de fevereiro, duas Ações Civis Públicas de Execução Forçada contra ex-presidentes da Câmara de Vereadores do município. Uma contra Elias Orlando Nunes e outra em desfavor de Valter José Oliveira. Ambos são devedores de multas impostas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), cuja soma dos valores equivale a R$ 17.806,37. O Ministério Público do Maranhão requer o pagamento, no prazo de três dias, da dívida dos ex-gestores.

Elias Orlando Nunes foi presidente da Câmara de Vereadores de Cândido Mendes no ano de 2000. O Acórdão (decisão) nº 237/2004 do TCE desaprovou a prestação de contas apresentada pelo gestor referente ao exercício financeiro de 2000, imputando-lhe multa. Com o valor corrigido até 14 de fevereiro, Elias Orlando Nunes deve à Fazenda Estadual o valor de R$ 3.405,29.

No ano de 2002, Valter José Oliveira foi presidente da Câmara de Vereadores de Cândido Mendes. A prestação de contas que apresentou ao TCE, referente àquele ano, foi desaprovada pelo Acórdão nº 359/2005. Em razão das irregularidades, o órgão impôs multas ao gestor, cujos valores corrigidos até o dia 14 de fevereiro equivalem a R$ 14.401,08. A dívida deve ser paga à Fazenda Estadual.

Não ocorrendo o pagamento no prazo legal, bens de Elias Orlando Nunes e Valter José Oliveira devem ser penhorados até a satisfação dos débitos.

As ações foram ajuizadas pelo promotor de Justiça Hagamenon de Jesus Azevedo. O município de Cândido Mendes fica localizado a 595km da capital.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.