Judiciário

Absurdo! Pistoleiro que matou Décio Sá não é julgado e prescreve acusação de tráfico de drogas

Jhonatan Silva durante reconstituição da morte de Décio Sá

Jhonatan Silva durante reconstituição da morte de Décio Sá

Assassinado há três anos em São Luís, em um bar na Avenida Litorênea, o jornalista Décio Sá foi morto com cinco tiros. O crime, que ganhou repercussão internacional por meio da Organização das Nações Unidas (ONU), foi cometido após denúncias de um esquema de agiotagem, que envolvia mais de 40 prefeituras do Maranhão, jornalistas, policiais, blogueiros e agiotas.

O assassino confesso do jornalista, Jhonatan de Souza Silva, foi preso no bairro Miritiua, no município de São José de Ribamar, em 2012, com nove quilos de crack e duas armas de fogo, uma pistola ponto 40 e uma espingarda 12.

Acontece que Jhonatan ficou livre da acusação de tráfico de drogas e entorpecentes, em uma decisão assinada pelo juiz da 2ª Vara Criminal do Termo de São José de Ribamar, Antônio Fernando dos Santos Machado.

O acusado é réu confesso de outros assassinatos, não só no Maranhão, mas no Pará e Piauí. Ele praticava crimes encomendados, como o do empresário Fábio Brasil, em Teresina. Crime cometido pouco antes do de Décio Sá, que havia feito uma postagem sobre o assassinato do empresário em seu blog, citando os possíveis envolvidos no crime.

Jhonatan Silva foi condenado a 25 anos de prisão pela morte do blogueiro e só por isso não pode ser solto.

Alvará de soltura por tráfico de drogas

Alvará de soltura por tráfico de drogas


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Subtenente da PM morre após reagir a assalto no Maiobão

O subtenente, Emiliano Alves Garcez Júnior, do 13° Batalhão da Policia Militar foi morto na manhã desta terça-feira (26), na avenida 4, no Maiobão, do município de Paço do Lumiar.

O policial morreu próximo a sua própria residência após reagir a um assalto e acabou sendo alvejado pelos bandidos.

Segundo testemunhas, os adolescentes estavam assaltando uma padaria e o sargento deu voz de prisão, mas reagiram e atiraram contra o PM que morreu ao chegar ao Hospital Clementino Moura (Socorrão II).

Os acusados já foram presos pela polícia e estão sendo apresentados na delegacia de Homicídios.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Crueldade: homem mata filho recém-nascido em Vargem Grande

Uma equipe de investigadores da Delegacia de Coroatá prendeu em flagrante delito, no final de semana, Antônio Conceição Sousa, 30 anos, suspeito de matar o seu filho, de apenas 3 meses, no Povoado Canto do Alto, município de Vargem Grande. O criminoso foi preso no Povoado Menina, na cidade de Coroatá.

Segundo o delegado Samuel Morita, no sábado (16), Antônio mordeu a mão da esposa e tomou o recém-nascido dos braços da mãe. Na ocasião, o indivíduo pegou a criança pelos pés e começou a bater a cabeça da vítima nas paredes da residência. Ele teria tirado um pedaço da bochecha da criança com uma mordida.

Após o crime, a mãe começou a pedir socorro aos vizinhos. Antônio se evadiu do local do homicídio e foi para o Povoado Menina. A mãe do recém-nascido acionou a polícia, que imediatamente, reforçou as buscas pela região. Ainda no sábado (16), os investigadores conseguiram prender o suspeito, caminhando por uma estrada.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.