Poder

STF manda afastar Aécio Neves do mandato de senador

x67759837_BrasiliaSenador-Aecio-Neves-fala-a-imprensa-no-Palacio-do-Planal.jpg.pagespeed.ic.iGGoES9LkK

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), do mandado de senador. Endereços ligados ao parlamentar tucano também são alvo de mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (18) no Rio de Janeiro e em Brasília.

Além disso, Fachin expediu um um mandado de prisão contra a irmã e assessora de Aécio, Andréa Neves. Um procurador da República foi preso e há mandados contra pessoas ligadas ao deputado federal Eduardo Cunha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Delator afirma que fez entrega de dinheiro destinado a Aécio Neves

Do G1

download
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi apontado em um depoimento em delação premiada como suposto beneficiário de R$ 300 mil que teriam sido repassados a ele a mando do doleiro Alberto Youssef, um dos principais investigados da Operação Lava Jato.

O depoimento, homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), foi dado em julho por Carlos Alexandre de Souza Rocha e revelado em reportagem na edição desta quarta-feira (30) da “Folha de S.Paulo”. O G1 confirmou as informações divulgadas pelo jornal.

Rocha disse que fazia para Youssef serviço de entrega de dinheiro para políticos. Ele afirmou na delação premiada que entregou os R$ 300 mil ao diretor comercial da empreiteira UTC, empresa investigada na Lava Jato por suposta participação em desvio de recursos da Petrobras. Esse diretor, Antonio Carlos D’Agosto Miranda, teria afirmado a Rocha que o dinheiro se destinava ao senador.

Texto divulgado na página de Aécio Neves no Facebook (leia a íntegra ao final desta reportagem) classifica a menção ao nome do senador no depoimento como “absurda e irresponsável” e afirma que “trata-se de mais uma falsa denúncia com o claro objetivo de tentar constranger o PSDB, confundir a opinião pública e desviar o foco das investigações”.

Nem o dono da UTC, Ricardo Pessoa, nem o diretor financeiro da empresa, Walmir Pinheiro Santana, citaram Aécio Neves nos depoimentos que prestaram aos investigadores da Lava Jato.

Rocha afirmou no depoimento que questionou Miranda sobre a “agonia por esse dinheiro”, entregue ao diretor, segundo disse, “provavelmente” em setembro ou outubro de 2013, no Rio de Janeiro.

De acordo com o depoimento, Miranda fez um desabafo: “Ainda bem que esse dinheiro chegou, porque eu não aguentava mais a pessoa me cobrando tanto”.
Rocha disse no depoimento que em seguida perguntou ao diretor quem era essa pessoa e que Miranda teria respondido: “Aécio Neves”.

Aécio Neves nega

Leia abaixo a íntegra de texto publicado nesta quarta na página do senador Aécio Neves no Facebook:

A Folha de S. Paulo traz em sua edição dessa quarta (30/12/15) matéria sobre a declaração de uma pessoa que teria prestado serviço a Alberto Youssef, que diz ter ouvido de um diretor da empresa UTC que o senador Aécio Neves teria sido, uma vez, o destinatário de recursos da empresa.

Essa absurda e irresponsável citação do nome do senador, sem nenhum tipo de comprovação, já foi desmentida três vezes: pela empresa, que afirmou na própria matéria da Folha “que a acusação não tem fundamento”, pelo dono da UTC, Ricardo Pessoa, que em delação premiada relacionou os políticos que teriam sido beneficiados pela empresa – entre eles não está o senador Aécio Neves – e por Youssef, que anteriormente, através de seu advogado, já havia afirmado que não conhece o senador e nunca teve com ele qualquer tipo de relação ou negócio, posição reafirmada por ele em depoimento prestado à Policia Federal.

A falsidade da acusação pode ser constatada também pela total ausência de lógica: o senador não exerce influência nas empresas do governo federal com as quais a empresa atuava e não era sequer candidato à época mencionada. Além disso, a UTC não executou nenhuma obra vinculada ao Governo de Minas Gerais no período em que o senador governou o estado.

O senador não conhece a pessoa mencionada e de todas as eleições que participou a única campanha que recebeu doação da UTC foi a de 2014, através do comitê financeiro do PSDB.

Trata-se de mais uma falsa denúncia com o claro objetivo de tentar constranger o PSDB, confundir a opinião pública e desviar o foco das investigações, como ocorreu no caso do senador Antonio Anastasia. Não deixa de ser curioso observar que essa nova falsa denuncia surge exatamente um ano depois da que atingiu injustamente o senador Anastasia, coincidentemente durante período de recesso das instituições.


Em respeito ao país e ao importante trabalho que vem sendo desenvolvido pela Operação Lava Jato, é importante que sejam investigadas as verdadeiras motivações daqueles que misturam denúncias verdadeiras com afirmações nitidamente falsas, sem nenhum tipo de comprovação, desmentidas até mesmo pelas próprias pessoas citadas pelo denunciante, com o claro intuito de tumultuar as investigações.


Amigos, nos ajudem a divulgar a verdade. Compartilhem!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Aécio lidera pesquisa Datafolha para presidente da República

Da Folha

Numa simulação de eleição para presidente da República feita pelo Datafolha, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) alcançou 35 por cento das intenções de voto, o que lhe garante a liderança da corrida com dez pontos de vantagem sobre o ex-presidente Lula (PT).

Em terceiro lugar, com 18 por cento das intenções de voto, aparece a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva (PSB). Luciana Genro (PSOL), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), e Eduardo Jorge (PV) alcançaram 2 porcento cada um Aécio, Marina, Luciana Genro e Eduardo Jorge concorreram à Presidência no ano passado. Mas foram derrotados pela presidente Dilma Rousseff, reeleita no segundo turno contra o senador tucano.

No levantamento do Datafolha, 11 porcento disseram que votariam em branco, nulo ou em nenhum dos nomes apresentados. Outros 5 porcento afirmaram não saber em quem votar.

O instituto também fez uma simulação de disputa presidencial com o nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no lugar de Aécio.

Neste caso, Lula e Marina empatariam tecnicamente em primeiro lugar com 26 porcento e 25 porcento, respectivamente —a margem de erro do levantamento é de dois pontos para mais ou para menos.

Alckmin ficaria em terceiro lugar com 20 porcento. Paes e Luciana Genro alcançariam 3 porcento cada um. Eduardo Jorge ficaria com 2 porcento. Brancos, nulos e nenhum somam 14 porcento. Indecisos, 7 porcento.

A eleição, nesse caso, ficaria mais parecida com a de 2006. Naquele ano, o principal adversário de Lula, que disputava a reeleição, foi Alckmin. No segundo turno, o petista venceu o tucano.

O Datafolha fez 2.840 entrevistas na quarta-feira (18) e na quinta (19).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Eliziane tenta articular apoio do PSDB com Aécio Neves

A presidente do Diretório Estadual do PPS no Maranhão, deputada federal Eliziane Gama se reuniu nesta quarta-feira (17) com o senador Aécio Neves (MG) para tratar sobre as eleições de 2016.

Rubens Bueno, Eliziane e Aécio.

Rubens Bueno, Eliziane e Aécio.

Segundo Eliziane Gama, a ideia é promover a unidade entre as legendas em pelo menos três grandes cidades maranhenses: São Luís, São José de Ribamar e Imperatriz.

“Nosso encontro foi muito produtivo, apoiamos o Aécio em 2014, e a ideia agora é reproduzir esta mesma aliança em São Luís, São José de Ribamar e em Imperatriz”, destacou a deputada maranhense.

Durante o encontro, Aécio Neves garantiu que o PSDB participará ativamente do processo eleitoral de 2016 com representante próprio ou apoiando candidato de partidos que fazem parte do seu arco de aliança, e o PPS está incluído.

“O PSDB e o PPS são aliados no debate nacional, é muito natural que tenhamos essa aliança nas maiores cidades maranhenses”, enfatizou Gama.

Na semana passada, Eliziane Gama já havia se reunido com o ex-prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando que se colocou a disposição da parlamentar para contribuir com a construção do plano de governo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Tasso Jereissati vem ao Maranhão para evento de Aécio Neves

O senador do Ceará eleito, Tasso Jereissati (PSDB), confirmou presença para o grande evento tucano que notabilizará a campanha “Aécio Presidente” no Maranhão, nesta quarta-feira (15). A atividade acontecerá no Hotel Luzeiros, a partir das 15h, e reunirá todas as lideranças partidárias que apoiam a candidatura do peessedebista para o segundo turno.

Tasso Jereissati é coordenador da campanha do candidato a presidente da República pelo PSDB, Aécio Neves, no Nordeste e tem contribuído para a efetivação do plano de ações na região nesta reta final de campanha.

A vinda de Jereissati também busca esclarecer as propostas tucanas para o Nordeste, com destaque para a questão hídrica, manutenção de programas sociais como o Bolsa Família e execução de uma política pautada para a promoção do desenvolvimento do Nordeste, no combate às desigualdades sociais, contemplando itens importantes do programa Nordeste Forte, defendido pelo presidenciável Aécio Neves.

“A vinda de Jereissati será um ânimo a mais para uma campanha pró Aécio que só tem crescido em nosso estado. Nossa expectativa para este evento é a melhor possível”, declarou o coordenador da campanha tucana no Maranhão e presidente do PSDB/MA, o deputado federal Carlos Brandão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Ibope mostra Dilma com 39%, Marina com 31% e Aécio com 15%

Do G1, em Brasília

Pesquisa Ibope de intenção de voto para presidente da República divulgada nesta sexta-feira (12) mostra Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, com 39% das intenções de voto e Marina Silva (PSB) com 31%. Aécio Neves (PSDB) aparece com 15%. Os demais candidatos somados acumulam 2%. Brancos e nulos somam 8% e indecisos, 5%.

De acordo com o levantamento, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 43% e a atual presidente, 42%. No segundo turno, brancos e nulos são 10% e indecisos, 5%.

A pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira foi realizada entre os últimos dias 5 e 8, antes portanto da pesquisa Datafolha (**) divulgada na última quarta-feira (10) e realizada entre os dias 8 e 9. O levantamento do Ibope foi divulgado somente nesta sexta por opção do contratante, a CNI. A pesquisa Datafolha divulgada na quarta mostrou Dilma com 36%, Marina com 33% e Aécio com 15%.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder / Política

Dilma tem 34%, Marina, 29% e Aécio, 19%, aponta Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.

O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.

Encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB. No levantamento anterior do instituto, divulgado no último dia 7, o candidato do partido ainda era Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo no último 13. Naquela pesquisa, Dilma tinha 38%; Aécio Neves (PSDB), 23%; e Eduardo Campos (PSB), 9%.

De acordo com a pesquisa desta terça-feira, 7% dos entrevistados disseram não saber em quem votar e 8% responderam que votarão em branco ou nulo. Na pesquisa anterior, os que responderam não saber eram 13% e brancos e nulos, 11%.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre os últimos sábado (23) e segunda-feira (25). O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00428/2014.

Confira abaixo os números na modalidade estimulada da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao entrevistado um cartão com os nomes de todos os candidatos) – todos os indicados com traço somam 1% das intenções de voto:

– Dilma Rousseff (PT): 34%
– Marina Silva (PSB): 29%
– Aécio Neves (PSDB): 19%
– Luciana Genro (PSOL): 1%
– Pastor Everaldo (PSC): 1%
– José Maria (PSTU): –
– Eduardo Jorge (PV): –
– Rui Costa Pimenta (PCO): –
– Eymael (PSDC): –
– Levy Fidelix (PRTB): –
– Mauro Iasi (PCB): –
– Brancos/nulos/nenhum: 7%
– Não sabe: 8%

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

– Dilma Rousseff (PT): 27%
– Marina Silva (PSB): 18%
– Aécio Neves (PSDB): 12%
– Outros: 2%
– Brancos/nulos/nenhum: 12%
– Não sabe: 28%
Segundo turno
O Ibope simulou os seguintes cenários de segundo turno:
– Marina Silva: 45%
– Dilma Rousseff: 36%
– Brancos/nulos/nenhum: 9%
– Não sabe: 11%
– Dilma Rousseff: 41%
– Aécio Neves: 33%
– Brancos/nulos/nenhum: 12%
– Não sabe: 12%

Rejeição
Dentre os 11 candidatos a presidente, Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Veja os números:

– Dilma Roussef: 36%
– Aécio Neves: 18%
– Pastor Everaldo: 14%
– Zé Maria: 11%
– Eymael: 9%
– Levy Fidelix: 9%
– Rui Costa: 7%
– Marina Silva: 10%
– Luciana Genro: 8%
– Mauro Iasi: 6%
– Eduardo Jorge: 7%


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Carlos Brandão participa de evento político com Aécio Neves

Simbolicamente, a avenida Tancredo Neves foi a escolhida como cenário da ida do presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG) a cidade de Salvador (BA). Ele esteve na primeira capital do país para apresentar, no sábado (23), o programa Nordeste Forte, contendo 45 diretrizes para o desenvolvimento de nossa região.

Com elas, o objetivo principal é o de firmar compromisso com uma nova visão de Nordeste, aos moldes do que um dia fez outro mineiro, Juscelino Kubitschek.
Em apoio a Aécio Neves, participaram do evento diversas autoridades políticas do Nordeste brasileiro. Eles contemplaram, assim como a militância tucana e a população baiana, os sete principais eixos referenciados pelas ações do Nordeste Forte: Infraestrutura e Competitividade; Semiárido; Combate à Pobreza; Qualidade de Vida; Segurança Pública; Educação, Ciência e Tecnologia; e Juventude.

O deputado federal Carlos Brandão, presidente do diretório estadual do PSDB no Maranhão e candidato a vice-governador na chapa de Flávio Dino, também esteve presente na atividade. Ele destacou a discussão dos investimentos voltados para a infraestrutura do Nordeste, gerando emprego e renda para a população regional e acrescentou: “O Brasil precisa de mais capital privado para dar fim a este cemitério de obras inacabadas pelo governo federal, assim como para construir bem mais. Isso só será possível se o brasileiro apostar no excelente trabalho de Aécio Neves, calcado em anos de atuação política, muito bem trilhados”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Dilma tem 37%; Aécio 20%, e Campos 11%

Uol

Diminuiu a chance de a presidente Dilma Rousseff vencer no primeiro turno a eleição de 5 de outubro. Uma das principais razões foi o crescimento das intenções de voto do pré-candidato do PSDB, o senador Aécio Neves (MG).

Segundo o Datafolha, no cenário mais provável a petista teria hoje 37% das intenções de voto e os outros candidatos estariam com 38%, somados. É uma situação de empate técnico, pois a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O levantamento do Datafolha foi feito ontem e anteontem com 2.844 entrevistas, em 174 municípios do país.

Apesar de ter variado na margem de erro, a curva de Dilma não é estável. Ela tem recuado gradualmente nos levantamentos do Datafolha –enquanto seus dois principais rivais estão em ascensão.

No cenário hoje mais provável para a disputa de outubro, liderado por Dilma com 37%, o segundo colocado é Aécio, com 20%. Ele tinha 16% no início de abril. O tucano ganhou quatro pontos e apresentou a maior variação entre todos os candidatos.

O terceiro colocado é Eduardo Campos (PSB), que registrou 11% agora e também apresenta curva ascendente, sempre dentro da margem de erro –tinha 10% em abril e 9% em fevereiro. O pessebista é conhecido muito bem ou um pouco por 25% dos eleitores. Essa taxa é de 86% para Dilma e de 42% para Aécio.

Segundo o Datafolha, 16% dos entrevistados dizem que votariam hoje em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos. Outros 8% declaram que ainda estão indecisos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Aécio Neves será homenageado com a medalha Manoel Beckman

Senador chega em São Luís na sexta-feira.

Senador chega em São Luís na sexta-feira.

Em sessão extraordinária realizada na manhã desta quarta-feira (7), a Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou projeto de autoria do deputado Neto Evangelista (PSDB), que destina a medalha Manoel Beckman, a maior honraria da AL, ao presidente nacional do PSDB, senador mineiro Aécio Neves, na próxima sexta-feira (9), no Hotel Luzeiros, às 15h.

O senador Aécio Neves estará em São Luís para um encontro com lideranças partidárias locais. Na ocasião, aproveitará para formalizar uma aliança do PSDB com o pré-candidato do PCdoB ao governo do Maranhão, Flávio Dino.

Durante o evento, serão abordados, pelo pré-candidato à Presidência da República assuntos acerca da Campanha 2014, como discussão de políticas públicas para o país, organização processual eleitoral e apresentação de projetos e plataformas de governo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.