Política

Te cuida Roseana! Prefeito eleito de Barra do Corda se encontra às escondidas com Flávio Dino

A trairagem continua correndo solta no interior do Maranhão e, tem como principal alvo a governadora Roseana Sarney (PMDB), que pretende fazer seu sucessor no Palácio dos Leões.

Roseana, Eric Costa, Milhomem e Antônio Pereira.

Roseana, Eric Costa, Milhomem e Antônio Pereira.

E para isso, Roseana pretende contar com apoio dos prefeitos que ela ajudou através de deputados que representam tais regiões.

Atualmente, quem deu a largada inicial carregando a bandeira da trairagem, chama-se Eric Costa (PSC), que foi eleito prefeito em Barra do Corda com forte apoio de deputados da base do governo Roseana Sarney.

O prefeito balaio Eric Costa foi visto em conversa descontraída as escondidas em um famoso restaurante de São Luís, na companhia do presidente da Embratur, Flávio Dino, do PCdoB, do qual ele apoiou nas últimas eleições para governo.

Além disto, Costa viajou para Brasília desde a semana passada, onde lá estavam Edivaldo Holanda Júnior e nada mais nada menos que o candidato de Eric Costa na eleição passada ao governo: o comunista Flávio Dino. É mole?

Na política alguns dizem, vale tudo. Até mostrar sinais de péssimo caráter em busca de apoio para se eleger e buscar a administração municipal. Você pode até dizer: claro, isso não é nenhuma novidade. Mas, parece que a trairagem de Eric Costa já é tão escancarada que nem sequer espera assumir o posto de prefeito para voltar de onde veio.

Com isso, é bom que a governadora Roseana Sarney fique de olhos abertos para evitar uma possível traição do grupo liderado pelo ‘balaio’ Eric Costa, em Barra do Corda.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Júnior Marreca declara apoio a Gil Cutrim na eleição da FAMEM

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito Júnior Marreca (PR – Itapecuru Mirim), anunciou oficialmente, nesta segunda-feira (26), apoio a candidatura do prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (PMDB), à presidência da entidade – biênio 2013/14.

Gil Cutrim e Júnior Marreca.

Gil Cutrim e Júnior Marreca.

“O Gil é o candidato da diretoria da FAMEM. Ele reúne todas as condições para dar continuidade ao trabalho de fortalecer, cada vez mais, o municipalismo no Estado. Além de ser o atual vice-presidente, o Gil tem ótimo trânsito nos Governos do Estado e Federal, situação que, para os municípios, é de suma importância”, afirmou Marreca durante o seminário Desafios, Perspectivas e Limites da Gestão Pública Municipal, que está sendo promovido pela Federação no auditório da FIEMA.

O evento, que terá continuidade nesta terça-feira (27), reúne prefeitos eleitos e reeleitos e tem como objetivo tratar da transição política nos municípios, orientando os gestores a executarem governos bem planejados administrativamente e financeiramente.

O apoio de Júnior Marreca e dos demais membros da atual diretoria da FAMEM à candidatura de Gil Cutrim, que é vice-presidente da entidade, já era de conhecimento público. No entanto, o presidente da entidade fez questão de anunciá-lo oficialmente durante o evento como forma de garantir a unidade na eleição, que acontecerá no período compreendido entre 20 de janeiro até a primeira semana de fevereiro. “A eleição na entidade tem tradição de consenso. E com o nome do Gil tenho certeza que não será diferente. Os prefeitos maranhenses irão dar mais uma demonstração de unidade”, avaliou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Prefeitura de São Pedro da Água Branca é obrigado a pagar servidores

prefeito Vanderlúcio Simões

prefeito Vanderlúcio Simões

Devido ao atraso no pagamento do salário dos servidores municipais, o Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 24 de agosto, Ação Civil Pública contra o Município de São Pedro da Água Branca, pedindo o pagamento dos salários atrasados. Pelo mesmo motivo, o MPMA também propôs ação por ato de improbidade administrativa contra o prefeito Vanderlúcio Simões, pedindo o afastamento dele das funções administrativas.

As manifestações foram ajuizadas pela promotora de justiça Glauce Mara Lima Malheiros, da Comarca de São Pedro da Água Branca.

Consta na ação, que alguns funcionários estão sem receber desde o último mês de março. Outros deixaram de receber em julho. Por esse motivo, algumas categorias deflagraram greve, interrompendo quase todos os serviços públicos do município, incluindo os atendimentos na área da saúde e a paralisação das atividades escolares da educação infantil.

A promotora de Justiça destacou que não há justificativa para o atraso no pagamento dos salários dos servidores. “É notório que os municípios recebem periódica e regularmente as cotas que lhe cabem do Fundeb, FPM, Fundo Saúde, entre outras receitas, o que evidencia que o atraso decorre simplesmente da má vontade do gestor público”.

Para Glauce Malheiros, os recursos públicos devem estar sendo aplicados em outras despesas, caracterizando desvio de finalidade. A promotora de justiça acrescentou que chegou a oficiar ao Secretário Municipal de Administração para explicar o atraso, mas não obteve resposta.

“É dispensável dizer que esta omissão do prefeito atinge toda uma categoria de pessoas, tratando-se pois de interesse coletivo”, frisou na ação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Ex-secretário do governo Jackson é denunciado por irregularidades na Saúde

Edimundo Gomes anda enrolado com a justiça.

Edimundo Gomes anda enrolado com a justiça.

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) ofereceu denúncia contra o ex-secretário de saúde do estado do Maranhão, Edmundo Costa Gomes, por contratação irregular da empresa Med Surgery Hospitalar Ltda, na aquisição de medicamento. Além da contratação indevida, as investigações comprovaram ainda a tentativa de superfaturamento de preços.

Em junho de 2007, a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (Ses), titularizada por Edmundo Gomes, publicou no Diário Oficial do Estado do Maranhão, a inexigibilidade de licitação em favor da Med Surgery Ltda, para a compra de 500 frascos do medicamento toxina botulínica tipo A 100 UI. O valor unitário era de R$ 1.300,00, totalizando R$ 650.000,00 para a compra do remédio.

No decorrer das investigações conduzidas pela Polícia Federal, a empresa Med Surgery Ltda apresentou atestado de exclusividade, fornecido pela Associação Comercial do Maranhão. No entanto, o documento já havia expirado há dois meses, impossibilitando a empresa de ostentar a condição de fornecedor exclusivo do produto.

Para o MPF, Edmundo Gomes cometeu irregularidade ao contratar diretamente a empresa Med Surgery, que não apresentou toda a documentação necessária à comprovação de sua exclusividade no fornecimento do remédio. Além disso, a quantia cobrada por unidade (R$ 1.300,00) apresentou-se acima do praticado no mercado à época da contratação irregular (o estado de Santa Catarina desembolsou, pelo mesmo produto, R$ 415,00 por unidade).

Para o procurador da República José Leite Filho, autor da denúncia, a fraude à licitação é uma grande chaga na administração pública, “a falta do correto procedimento licitatório, além de não selecionar a melhor proposta para o interesse público, indica a intenção de posterior desvio de recursos,” afirmou.

Na denúncia, o MPF requer a condenação do ex-secretário, pela dispensa de licitação fora das hipóteses previstas em lei (artigo 89, Lei 8.666/93). A pena é de detenção de três a cinco anos, e multa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Abnadab Leda é denunciado por desvio de cerca de R$ 350 mil

Ex-prefeito de Urbano Santos Abnadab Leda.

Ex-prefeito de Urbano Santos Abnadab Leda.

O Ministério Público Federal denunciou e o ex-prefeito de Urbano Santos, Abnadab Silveira Leda por aplicação indevida de verbas dos ministérios da Saúde e das Cidades, em parceria com empresários. O grupo teria manipulado licitações e desviado cerca de 350 mil reais.

Em 2004, foi celebrado o convênio entre a prefeitura e a Fundação Nacional da Saúde (Funasa), no mandato de Abnadab Leda e a prestação de contas deveria ser feita pelo prefeito seguinte. O contrato previa a ampliação do sistema de abastecimento de água do município, no valor de R$ 247.422,68. No entanto, a Controladoria Geral da União constatou documentos forjados, como a nota de empenho emitida antes mesmo da homologação do certame, em favor da Volare Empreendimentos Ltda.

Para melhorias sanitárias em um bairro da cidade, foi firmado um convênio com a Funasa no valor de R$ 106.110. A vencedora, JPL Construções Ltda, teria sido fundada quatro meses antes do certame, o que levantou suspeitas da CGU. Além disso, os módulos sanitários não teriam sido instalados pela empresa, mesmo com o repasse de 80% do valor do serviço.

Abnadab Leda foi prefeito de Urbano Santos entre 2001 e 2004, reassumiu a prefeitura em 2009, mas teve o cargo cassado em 2011. Já Aldenir Santana assumiu a prefeitura em duas oportunidades, após as eleições de 2004 e retomou o cargo, com a cassação de Leda.

O MPF também denunciou Antônio Abtibol, presidente da comissão de licitação do muncípio e Pedro Manoel Lopes, sócio majoritário da JPL Construções. Os envolvidos podem ser condenados por crime de responsabilidade e de licitação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Em grande festa, Castelo inaugura ponto de apoio a juventude

Um grande e festivo ato político marcou na tarde de ontem (31) a inauguração do Ponto de Mobilização e Apoio a Juventude  da campanha do prefeito João Castelo, candidato à reeleição. Centenas de militantes e populares reuniram-se no retorno do Calhau,(antigo posto de gasolina) em frente ao quartel do Comando Geral da Polícia Militar para ouvir de Castelo palavras de agradecimento e incentivo. Mais uma vez, o candidato da coligação “Pra Fazer Muito Mais” (PSDB-PMN-PRP),pediu aos presentes que tomassem conta de sua campanha, reproduzindo as propostas em todos os cantos da cidade.

Castelo no Ponto de Apoio da Juventude.

Castelo no Ponto de Apoio da Juventude.

Ele disse que a campanha está em pleno vapor, acredita na vitória, mas recomendou à militância que tome as ruas e só descanse depois das eleições. Emocionado e enfático, Castelo disse que sente orgulho da receptividade que tem do povo de São Luís, destacando que nos últimos dias uma onda amarelo e azul (cores do seu partido, o PSDB) toma conta de toda a Ilha. Castelo foi muito aclamado pela militância e populares que,animados, entoavam palavras de ordem e a música de campanha.

Ao ouvir da plateia denúncia de que 40 bairros estão novamente sem abastecimento regular de água, Castelo disse ser justa a indignação dos consumidores e que  é correto cobrar dos responsáveis a regularização do abastecimento. Castelo lembrou o Italuis (construído no início da década de 1980, quando foi governador do Maranhão), um dos mais bem elaborados projetos de abastecimento de água da América Latina, mas que não foi conservado como deveria, resultando em frequentes falta de água e a Caema recorrendo a carros-pipa.

Castelo lembrou que nomeou um grupo de trabalho para analisar o contrato que dá a  Caema concessão para exploração dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário em São Luís. A medida pode até resultar em suspensão da concessão. Disse, porém,que agindo dessa maneira, cumpre sua obrigação de gestor público e seus dever de proteger a população.

A festa de inauguração do Comitê de Mobilização teve a presença do candidato a vice-prefeito, deputado Neto Evangelista; dos deputados federais Carlos Brandão,Telma Pinheiro e Pinto Itamaraty; da primeira-dama do município, Gardênia Gonçalves, vereadores, candidatos e de representantes dos partidos políticos da coligação.

Neto Evangelista reforçou o pedido de Castelo para a militância tomar conta da campanha e disse que o clima político-eleitoral está favorável ao candidato. Observou que os candidatos a vereador têm se movimentado de forma eficiente, levando a mensagem da sua própria candidatura e o nome do prefeito João Castelo. Sob aplausos, ele disse que a onda amarelo e azul é a expressão do sentimento da população de ver continuado o trabalho realizado por Castelo.

Lançamento – Após a inaugurar Comitê, Castelo participou da festa de lançamento da candidatura à reeleição do vereador José Joaquim. Castelo frisou que o vereador foi líder de  seus governo na Câmara e que tem mostrado ser competente e preocupado com os problemas da cidade de São Luís e da população. Lembrou que José Joaquim é um  técnico competente e um dos mais jovens secretários de Estado, quando foi governador do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Patrimônio do prefeito de Nova Olinda triplica em quatro anos

Delmar Sobrinho anda sorrindo à toa.

Delmar Sobrinho anda sorrindo à toa.

O patrimônio declarado ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) pelo prefeito de Nova Olinda do Maranhão e candidato à reeleição, Delmar Barros da Silveira Sobrinho, o Delmar Sobrinho (DEM), da coligação Trabalho e Liberdade (PRB, DEM, PP, PMDB, PPS, DEM, PSDC entre outros partidos), soma a um total de R$ 435 mil.

O valor da declaração de bens de Delmar Sobrinho é 300% maior do que aquela apresentada por ele na última eleição de 2008, antes de assumir a Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão. De aproximadamente R$ 113 mil resultantes da soma de uma residência no centro de Nova Olinda, veículos Citroen C3 e Montana 2004/2005.

Em 42 meses de mandato, o candidato à reeleição acumulou nada mais nada menos que R$ 322 mil. Um verdadeiro economista.

Na declaração de julho de 2012 o candidato democrata cita a casa de na rua da Baixada Centro de Nova Olinda ( R$ 100 mil), um Mitsubishi L-200 Triton (R$ 75 mil), um terreno na quadra B-2 (R$60 mil) e uma casa na rua Holanda no Araçagy (R$ 200 mil) e disponibilidade financeira em dinheiro de R$ 500 mil.

Este crescimento significativo no patrimônio de Delmar Sobrinho aconteceu justamente durante o período em que ele conduzia a Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão, entre janeiro de 2009 até este mês.

Estranho não???

Abaixo declaração de 2008:

Abaixo declaração de 2012:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

“São José de Ribamar continuará progredindo”, afirma Gil Cutrim

O prefeito e candidato a reeleição, Gil Cutrim (PMDB), garantiu, neste sábado (20), que continuará investindo em políticas públicas eficientes com o objetivo de fazer com que São José de Ribamar cresça e se desenvolva cada vez mais nos próximos quatro anos.

Candidato a reeleição Gil Cutrim.

Candidato a reeleição Gil Cutrim.

“Ao longo dos últimos sete anos, o município avançou muito. O ex-prefeito Luis Fernando executou mais de 400 novas obras que contribuíram para melhorar a qualidade de vida do povo. E nossa administração está dando continuidade a este trabalho. Em menos de dois anos, executamos diversas ações em todas as áreas da administração pública. E nos próximos quatro anos, com o apoio do Governo do Estado, do Governo Federal e do povo, faremos muito mais”, afirmou Gil Cutrim durante o cumprimento de uma vasta agenda de campanha, na qual constaram participações em inaugurações de comitês de candidatos ao cargo de vereador, na sede do município.

O prefeito e candidato a reeleição – que mais uma vez recebeu o apoio e carinho do povo ribamarense – participou dos eventos acompanhado de várias lideranças políticas do município e da Grande Ilha, dentre elas o ex-prefeito e atual secretário-chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva; e o presidente metropolitano do Partido Verde, Adriano Sarney.

“O povo não tem dúvidas: Gil Cutrim é o melhor candidato para prefeito. Ele é trabalhador, honesto e dialoga diretamente com o cidadão. O ribamarense não aceita mais atraso. Por isso Gil será reeleito com a maioria esmagadora dos votos”, avaliou o comerciante Paulo César Sousa.

Luis Fernando reforçou o apoio a Gil Cutrim e aos 152 candidatos ao cargo de vereador que fazem parte das cinco coligações proporcionais que apoiam o prefeito e candidato a reeleição. “Quem gosta de mim e de São José de Ribamar vota em Gil Cutrim”, disse o ex-prefeito.

A chapa majoritária Gil Cutrim/Eudes Sampaio, cujo nome é “Força Popular Ribamarense”, é apoiada pelo maior grupo político já registrado na história de São José de Ribamar e do Maranhão. Ela conta com o apoio de 20 partidos (PMDB, PSD, PV, PHS, PSDB, PR, PTB, PT do B, PMN, PSL, PSDC, PP, PSC, PRP, PRB, PTN e DEM), sendo alguns deles do chamado campo de esquerda, como PPS, PT e PTC, além de milhares de outras lideranças políticas e comunitárias da cidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Prefeitos embolsam R$ 60 milhões com eventos superfaturados

Do Fantástico

São João, Carnaval, Ano Novo. Para a maioria dos brasileiros, é época de se divertir. E, para uma minoria de gente desonesta, época também de desviar dinheiro público. Prefeitos de cidades muito pobres do Nordeste são acusados de promover eventos superfaturados e botar no bolso mais de R$ 60 milhões, que deveriam ser usados pra beneficiar a população.

Uma rua de terra leva a uma empresa milionária. No papel, JC Produções é uma experiente firma de eventos. Nos últimos três anos, venceu 231 concorrências de prefeituras. Faturou R$ 3 milhões.

Também no papel, a sede é a casa da Joelma e do Seu Jorge. “Nenhuma empresa de eventos. Só essa casinha aqui, a casa do meu pai”, ela conta.

O endereço deles foi usado para montar uma das empresas fantasmas envolvidas em um esquema milionário de desvio de dinheiro público. Ao todo, 27 pessoas foram presas. A quadrilha agia em 30 cidades paraibanas e em mais três estados do Nordeste.

No grupo havia até prefeitos: Francisco de Assis Melo, de Solânea, João Clemente Neto, de Sapé, e Renato Mendes, de Alhandra.

O esquema foi desvendado pelo Ministério Público da Paraíba e pela Polícia Federal. O foco da quadrilha era o dinheiro de festas populares, como Carnaval e São João. Os prefeitos envolvidos tinham uma missão: fraudar contratos para que empresas de amigos conseguissem os serviços.

“Era uma mulher, era um filho, um sobrinho, um conhecido. Essas empresas é que disputavam entre si”, explica Oswaldo Trigueiro, procurador-geral de Justiça da Paraíba.

Na prática, estas empresas só existiam no papel. O endereço de todas era falso. Segundo o Ministério Público, prefeitos e empresários se uniam para combinar o valor do desvio. “Quanto é a banda? A banda é R$ 30 mil, então vamos cobrar R$ 150 mil”, diz Oswaldo Trigueiro.

Algumas firmas vencedoras pareciam nem conhecer os serviços que forneciam. Chegaram a confundir autorização para soltar fogos com um documento que solta presos.

Empresário 1: Pergunta se esse cara tem alvará de soltura. Pode ser que o cabra tenha.
Empresário 2: Está certo.
Empresário 1: Eu não sei que alvará é esse, não. Deve ser de soltar fogos, não?

A Polícia Federal e o Ministério Público encontraram provas do envolvimento dos três prefeitos citados nas investigações.

Em Solânea, o filho do prefeito participava diretamente das contratações e negociava uma margem de lucro, que ficava com ele mesmo, segundo os promotores.

Vinícius Melo: “Assim, eu me surpreendi com o cachê, entendeu? Me surpreendi mesmo. E tem como a gente remanejar um pouquinho pra mais, pra ficar uma sobrinha a mais. Porque ele diz que ainda dá 10%”.

Em Sapé, a polícia diz ter encontrado provas de que o pagamento para as empresas de eventos ficava com o próprio prefeito.

“O pagamento era feito ao empresário, mas o empresário imediatamente remetia esse cheque ao prefeito”, diz o procurador-geral de Justiça da Paraíba.

A primeira dama de Sapé também lucrou com a festa de São João deste ano. Segundo os promotores, era ela quem vendia os camarotes montados em uma praça, em local publico. Só que o dinheiro nunca foi parar na prefeitura. Foi direto para o bolso dela.

Empresário: O camarote em cima, qual o número dele?
Helena Rafaela: O último é o 12.
Empresário: É R$ 2 mil?
Helena Rafaela: R$ 2 mil.

Pelo menos 40 camarotes foram negociados dessa forma pela primeira-dama, segundo os promotores. “Tinha até prefeito construindo casa de alto padrão, o que não era compatível com seu vencimento, com seu salário”, destaca Marcelo Diniz Cordeiro, superintendente da Polícia Federal da Paraíba.

Em Alhandra, o patrimônio do prefeito chamou a atenção da polícia. Renato Mendes declara possuir R$ 189 mil em bens. Mas as investigações mostram que ele tem carros importados e uma casa avaliada em R$ 1,5 milhão em um condomínio de luxo de João Pessoa, capital paraibana.

De acordo com as investigações, Renato também emprestava um cartão da prefeitura a uma amiga, ela tinha liberdade pra gastar o quanto quisesse.

Amiga: Quanto que eu posso gastar nesse cartão?
Renato Mendes: Veja aí o que você precisa e quanto é que dá e ligue pra mim.
Amiga: Mas é mais de R$ 5 mil? Não?
Renato: Pode ser.

Os bens de todos os prefeitos envolvidos estão bloqueados pela Justiça. O esquema funcionava havia pelos menos quatro anos. Quanto mais a quadrilha atuava, mais festas aconteciam.

“A gente tem alguns eventos que são sempre muito fortes, o São João, final de ano, Carnaval, mas fora isso, começou a se ter Paixão de Cristo. Pra tudo se era pretexto pra se fazer um evento”, aponta Oswaldo Tigueiro.

Festa demais para municípios tão pobres, segundo o Ministério Público. O índice de desenvolvimento humano de Alhandra, Sapé e Solânea está entre os piores do país. Foi justamente nesta região que os empresários criaram empresas fantasmas e conseguiram desviar R$ 65 milhões, dinheiro de municípios, estado e governo federal.

A empresa que mais recebeu dinheiro de prefeituras da Paraíba levou R$ 14,5 milhões. O imóvel está alugado. “É um quartinho, mas é grandinho. Tem três repartições, tem um banheiro, tem um murinho, tem tudo. Isso aí ele pagou R$ 80 por mês”, afirmou o dono do local, Antonio Miguel da Silva.

Todos os investigados ganharam o direito de responder em liberdade. O Fantástico procurou os prefeitos acusados. O único que nos atendeu foi João Clemente Neto, de Sapé, que segundo a polícia, ficava com os cheques que deveriam ir para as empresas de eventos.

“O único cheque que tem é o cheque que pagamos, ou iríamos pagar a própria empresa. Os despachos que fazemos, como qualquer outro despacho que eu faço dentro da prefeitura, fora da prefeitura. Mandaram o processo para mim, para que pudesse assinar pra entregar”, ele declara.

Ele também negou que a esposa ficasse com dinheiro da venda de camarotes. Os outros dois prefeitos investigados falaram por meio de advogados. Um deles diz que não houve irregularidades em Solânea, onde o filho do prefeito pedia uma “sobrinha”.

“O filho sempre ajudou e sempre ajudará o pai. As provas do processo demonstram que o prefeito cumpriu todas as normas que tratam sobre o processo licitatório”, defende Marcos Souto Maior Filho, advogado do prefeito de Soânea.

Edísio Souto, advogado de Renato Mendes, também negou os desvios. “Nós vamos provar que o patrimônio do prefeito é absolutamente compatível à sua renda de prefeito, até porque é prefeito há sete anos e meio. Em hipótese nenhuma ele pegou dinheiro da prefeitura e bancou essa amiga, aluguel de carro ou cartão de crédito”.

O Ministério Público Estadual pediu o afastamento dos três prefeitos, o que ainda não foi julgado.

Até o fim do processo, eles não receberão repasses do governo federal, o Ministério do Turismo, que financiou parte das festas das cidades investigadas, disse que novos recursos estão suspensos. Além disso, os prefeitos podem ser obrigados a devolver o dinheiro que, segundo a investigação, foi desviado.

“A lei diz que são criminosos, e, assim, eles devem ser confrontados”, avalia o superintendente da Polícia Federal da Paraíba.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Rigo pede apoio para implantar UFMA em Barra do Corda

O deputado Rigo Teles (PV) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (28) para reafirmar sua mobilização e pedir apoio das autoridades estaduais e federais para implantar dois campus avançados da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em Barra do Corda e Presidente Dutra, para atender milhares de estudantes residentes em mais de 20 municípios das regiões dos Cocais, Mearim, Central e Sul do Maranhão.

O parlamentar declarou que urge a necessidade da implantação dos dois campus da UFMA nos municípios de Barra do Corda e Presidente Dutra. Segundo ele, estudos geográficos revelaram que o Estado do Maranhão conta hoje com mais de 7 milhões de habitantes e possui poucos centros universitários para atender a demanda crescente da comunidade universitária e da própria sociedade.

Rigo Teles lembrou que, no final de 2011, a Assembleia aprovou indicação de sua autoria, subscrita por 39 dos 42 deputados, pedindo um Campus da UFMA para Barra do Corda. A indicação foi encaminhada ao ministro da Educação, Aluisio Mercadante, ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB/AP), ao presidente da Câmara, Marcos Maia (PT/RS) e aos demais parlamentares da bancada maranhense na Câmara e no Senado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.