Política

Mesmo perdendo em Caxias, Humberto Coutinho mantém influência política no MA

hc

Humberto Coutinho no comando do Governo do Maranhão.

Vitorioso. Essa é a palavra que define o atual presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado Humberto Coutinho (PDT). Dono de um vasto histórico de conquista, o pedetista vem se destacando entre os grandes políticos maranhenses.

Apesar do seu grupo político ter perdido a disputa em Caxias, Humberto mantém a força e a influência no cenário estadual. Ele foi fundamental para a vitória de Jackson Lago nas eleições de 2008, foi um dos integrantes da linha de frente da campanha vitoriosa de Flávio Dino na disputa pelo governo estadual em 2014, conseguiu se eleger por duas vezes como presidente da Casa Legislativa, e em consequência disso tornou-se o principal articulador do governo na Assembleia.

E, graças a articulação política do presidente da AL-MA, Flávio Dino tem conseguido aprovação de projetos importantes, paciência dos deputados em relação ao atraso das emendas parlamentares, entre outras conquistas.

É pública e notória a trajetória vitoriosa de Humberto Coutinho no âmbito da política maranhense, na qual foi construída ao longo de muitos anos e que começou com o mandato de vereador em Caxias, e que depois continuou como prefeito e deputado estadual.

Devido a sua força, comenta-se nos bastidores uma possível candidatura do pedetista ao Senado Federal no grupo de Flávio Dino.

Vamos aguardar!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Mesmo perdendo em Caxias, Humberto Coutinho mantém influência política no MA”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. SL

    Dr. Humberto
    Vai eleito Dep. Estadual tranquilo novamente, me falaram que ele quer ser candidato a Senador, se ele for Não ganha não, o eleitorado do Maranhão está querendo políticos diferentes, esses Pollitos mais antigos estão perdendo aos poucos aquela vontade da população votar, querem propostas novas e políticos novos.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários