Política

Envolvido com agiotagem, Toca Serra assume vaga de Edivaldo Holanda na Assembleia

Deputado estadual ficará afastado por 120 dias, por problemas de saúde

Toca Serra, primeiro suplente da coligação PTC

Toca Serra, primeiro suplente da coligação PTC

Domingos Erinaldo Sousa Serra, mais conhecido Toca Serra (PTC), foi o escolhido para substituir o deputado estadual Edivaldo Holanda no plenário, durante sua licença de 120 dias, por problemas de saúde.

Toca serra já esteve envolvido com crimes de agiotagem, quando foram encontrados dois cheques do Banco do Brasil, assinados por ele, nos valores de R$ 1.060,000,00 e outro de R$ 1.500,000,00, durante as operações de combate ao crime de agiotagem que resultou na prisão do agiota Josival Cavalcanti, o Pacovan.

Além disso, o primeiro suplente da coligação é irmão do enrolado prefeito da cidade de Pedro do Rosário, Irlan Serra, que já foi citado diversas vezes por parlamentares na tribuna por irregularidades cometidas no município.

O mais curioso em tudo isso, é que a Assembleia Legislativa permita que um suspeito ocupe um cargo, mesmo que temporário, mas de extrema importância. É uma decisão questionável, cabendo aos demais parlamentares uma proposta que vete a permanência do suplente dentro do ambiente que serve para compactuar os valores morais de quem representa a sociedade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários