Política

PSB e PPS anunciam início de tratativas para fusão partidária

Da Folha

O PSB e o PPS anunciaram nesta quarta­feira (29) que iniciaram as tratativas para a fusão das duas legendas, depois de a iniciativa ter sido aprovada em reunião da executiva pessebista. As legendas começarão a discutir o novo estatuto partidário e pretendem finalizar o processo antes de outubro, para que seus integrantes possam disputar as eleições municipais de 2016.

A previsão é que, com a fusão, prevaleça o nome do PSB no novo partido, mas esse detalhe ainda será discutido. A nova legenda nascerá com uma bancada de 45 deputados federais e 7 senadores, com a tendência de atrair novos parlamentares –como a senadora Marta Suplicy (SP), que pediu desfiliação do PT. Com isso, formará a quarta maior bancada partidária da Câmara, atrás apenas de PT, PMDB e PSDB. O presidente do PSB, Carlos Siqueira, afirmou que será formada uma nova força política que vai atualizar seus discursos e suas práticas. “Nascemos da esquerda democrática e teremos como referência sempre essa orientação”, afirmou.

A aliança que resultou na fusão começou nas eleições do ano passado, quando os partidos se uniram em torno da candidatura de Eduardo Campos, ex­governador de Pernambuco morto em um acidente aéreo em agosto durante a campanha, e depois com a candidatura da ex­ministra Marina Silva. “Construímos juntos um projeto e apresentamos ao país”, disse o presidente do PPS, Roberto Freire. Segundo os dirigentes, a nova legenda disputará eleições em ao menos nove capitais: Curitiba, Vitória, Recife, Goiânia, Rio de Janeiro, São Luís, Manaus, Maceió e, com um nome novo, São Paulo com Marta Suplicy.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários