Política

Prefeito de Bacabal desvaloriza professores

Faça um comparativo abaixo e comprove a desvalorização do professor.

Castro Digital

Prefeito de Bacabal fecha os olhos para reajustar os salários dos professores.

Prefeito de Bacabal fecha os olhos para reajustar os salários dos professores.

A Prefeitura de Bacabal está desvalorizando consideravelmente os professores no seletivo que está realizando para contrato temporário neste ano de 2013. Enquanto o professor vai ganhar um valor, outros cargos, que exigem menor qualificação, vão ganhar o mesmo valor e até mais.

Segundo o edital do seletivo, o salário para o cargo de professor é de R$ 1.000, com carga horária semanal de 40 horas. O cargo exige formação específica em nível superior e até pós graduação. O valor está muito abaixo do piso nacional da categoria que foi reajustado recentemente e o valor para este ano de 2013 é de R$ 1.567,00.

Para fazer um comparativo e comprovar a desvalorização do professor, veja os salários que serão pagos para outros cargos e a formação exigida, todos com carga horária de 40 horas por semana:

– Cargos de Pedreiro, Carpinteiro e Pintor (ensino fundamental incompleto): R$ 1.000;
– Cargo de Marceneiro (nível fundamental completo): R$ 1.017,00;
– Cargos de Fiscal Tributário e Fiscal Imobiliário (ensino medio completo): R$ 1.356,00;
– Cargo de Mestre de Obras (nível fundamental incompleto): R$ 1.200;
– Cargo de Operador de Sites e Designer (nível fundamental incompleto): R$ 1.500.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários