Poder

Jovens recebem certificados de cursos profissionalizantes

Gil Cutrim conversa com aluna (foto: Oswaldo Ceará)

Gil Cutrim conversa com aluna (foto: Oswaldo Ceará)

Mais 212 jovens do município de São José de Ribamar receberam certificados de conclusão dos cursos profissionalizantes oferecidos no Caminhão da Juventude, projeto pioneiro no Maranhão, criado e mantido pela administração do prefeito Gil Cutrim (PMDB), que funciona como uma escola itinerante profissionalizante gratuita e promovedora da inclusão digital.

Os jovens são moradores do bairro Vila Roseana Sarney, localizado na região da sede da cidade. Eles receberam os certificados de conclusão dos cursos de excelência no atendimento, excelência em vendas, unhas decoradas, habilidades gerenciais, introdução ao processamento de dados, sistema operacional, processador de texto e noções básicas de Internet.

A entrega dos certificados na Vila Roseana Sarney foi a última deste ano, sendo que o projeto Caminhão da Juventude retoma as suas atividades em janeiro, capacitando, mais uma vez, jovens do Laranjal e bairros vizinhos.

Jovens que participaram da capacitação (foto: Oswaldo Ceará)

Jovens que participaram da capacitação (foto: Oswaldo Ceará)

Até o momento, o projeto Caminhão da Juventude já beneficiou mais de 5.900 jovens, moradores de todas as regiões de São José de Ribamar, que tiveram a oportunidade de freqüentar, gratuitamente, cursos profissionalizantes com o objetivo de se preparar para ingressar no concorrido mercado de trabalho.

“A iniciativa da prefeitura é muito boa, principalmente porque é direcionada aos jovens, que são o futuro do país. Só tenho que agradecer a oportunidade dada pelo prefeito Gil, que vem realizando uma ótima administração, voltada, especialmente, para a juventude ribamarense”, disse Alisson Sousa, que recebeu o certificado de conclusão do curso de introdução ao processamento de dados.

O projeto Caminhão da Juventude funciona da seguinte forma: O laboratório de informática (com 12 computadores interligados à Internet), assim como o espaço para a realização dos cursos profissionalizantes, que também possui computadores interligados à Internet, foi instalado no container de um caminhão baú de 13 metros de comprimento, que foi totalmente adaptado e climatizado para receber bem os jovens.

É importante destacar, ainda, que no horário das 18h às 22h (período no qual os cursos de profissionalização não estão sendo ministrados) o Caminhão da Juventude funciona como uma lan house gratuita.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

SMTT fará intervenção na Avenida dos Holandeses

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), executará, a partir desta segunda-feira (19), uma intervenção viária com o objetivo de melhorar a fluidez do trânsito na Avenida dos Holandeses, próximo ao bairro do Barramar.

A intervenção, que começa a operar nesta segunda-feira (19), consiste em reduzir o volume de tráfego em uma das avenidas mais movimentadas de São Luís.

O Departamento de Engenharia e Sinalização da SMTT, após estudos técnicos, realizou modificações geométricas na via e readequações dos equipamentos semafóricos, eliminando o retorno de quadra dando acesso direto da Avenida Copacabana à Avenida dos Holandeses. Todo o cruzamento estará sinalizado horizontalmente e verticalmente com placas de regulamentação e indicação.

Os veículos que vinham da Avenida Litorânea e seguiam pela Avenida Copacabana, com sentido ao bairro do Olho Dágua e ao Barramar, faziam o retorno de quadra pela Rua da Gávea, seguiam pela Holandeses no sentido Calhau para fazerem o retorno e seguirem para o Barramar ou Olho Dágua. Essa operação resultava em tráfego desnecessário na Avenida dos Holandeses.

Mudanças no Trânsito

Avenida Copacabana/Barramar/Olho D´água

Da Avenida Copacabana, cruzando a Avenida dos Holandeses, seguindo com acesso direto ao Barramar ou à esquerda para o bairro do Olho D´água.

Olho D´água/Barramar/Retorno Olho D´água

Da Avenida dos Holandeses é necessário fazer o retorno de quadra, acessando a Rua Ipanema, seguindo pela Rua da Gávea e Avenida Copacabana.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

São quatro os deputados do Maranhão que fazem orgias em Teresina

Blog do Luis Cardoso

A Políciai Civil do Piauí já tem os nomes e gravações de quatro deputados do Maranhão que se deslocam para Teresina e se esbaldam em orgias com prostitutas de menor idade.

Dois deles tiveram os telefones grampeados e foram gravados em conversas com uma socialite daquela capital, encomendando as garotas.

Três deputados são estaduais e tem até um federal. Um deles é esposo de uma prefeita maranhense e já foi acusado por prática de pedofilia em sua cidade.

A Polícia de Teresina, segundo apurou o blogue, deve chamar os parlamentares para prestarem depoimerntos. O blog soube também que a presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão será informada do caso.

O blog teve acesso a dois nomes, mas não irá publicá-los neste momento para não atrapalhar as investigações.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Sobrinho quer vender sua parte de ilha da Família Sarney por R$ 20 milhões

O Estado de S.Paulo

Um sobrinho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), decidiu colocar à venda, por R$ 20,2 milhões, parte da ilha de Curupu, uma paradisíaca propriedade do clã maranhense, com acesso pelos municípios de São José de Ribamar e Raposa, este a 20 quilômetros do centro de São Luís, a capital do Estado.

O radialista Gustavo da Rocha Macieira, sobrinho do casal José Sarney e Marly Macieira Sarney, quer vender 12,5% da ilha, que, segundo ele, possui um total de 16 milhões de metros quadrados.

O Estado foi informado do caso na última quarta-feira por uma pessoa próxima a Macieira, que ontem confirmou que nos próximos dias pretende publicar anúncios nos veículos de maior circulação do País. O local é um dos símbolos do poderio econômico da família Sarney. Trata-se, na verdade, de um complexo formado por três ilhas – sendo Curupu a maior –, que abriga mansões dos filhos do presidente do Senado e conta em sua área com manguezais e até um conjunto de dunas que fariam parte dos famosos lençóis maranhenses.

“Tem gado que nunca viu gente, selvagens, criação de carneiros de raça, excelente para pesca. A praia virgem tem uma extensão de oito quilômetros. É um espetáculo”, afirma o radialista, que justifica a iniciativa de venda também pelo fato de se manter distante da família.

“Eu preciso me capitalizar e não tenho nenhum vínculo lá com o Maranhão, nenhum negócio com a família. Então não tenho interesse em manter uma propriedade dessas.”

O radialista, que trabalha na Espanha e em Portugal, diz que comprou sua parte do pai, Cláudio Macieira, já falecido. A ilha pertencia ao pai de dona Marly, Carlos de Pádua Macieira e seus irmãos, todos médicos.

O casal Sarney doou 75% da propriedade aos três filhos – Roseana, Fernando e Sarney Filho. Os outros 12,5% pertencem ao espólio de Roberto de Pádua Macieira, outro irmão da dona Marly, que é a inventariante.

IndependênciaMacieira disse que há dois meses procurou, “por delicadeza” o tio em Brasília para informá-lo da decisão de colocar à venda parte do imóvel. “Ele me disse que (os filhos) Roseana ou Fernando entrariam em contato comigo. Aguardei por mais de um mês, mas não tive retorno. Aí fiz a comunicação como manda a lei através do cartório, dando a preferência de compra a cada um dos herdeiros e ao espólio do Roberto, irmão do meu pai, falecido recentemente. Esperei os 30 dias como manda a lei. Eles não se manifestaram”, afirmou. “Agora eu estou livre para vender para quem eu quiser.”

Ele enxerga na atitude uma certa soberba dos políticos do Maranhão. “Como as pessoas costumam fazer muitos pedidos a eles, acho que jogaram com a possibilidade de eu usar esse recurso. Só que eu como meu pai, sou totalmente independente. Não tenho nenhuma ligação com cargo público, nem pretendo ter, não sou empreiteiro”, destacou.

“Acredito que eles não se manifestaram, (porque) é aquela coisa: venha a nós… Acho que acharam que eu não levaria à cabo. Ou venderia por um preço que eles resolvessem impor.”

Macieira afirma também que está ciente de que sua iniciativa poderá gerar represálias. Ele relata que contratou um corretor em São Luís e ele teve dificuldades em anunciar no jornal O Estado do Maranhão, que pertence ao grupo de comunicação da família Sarney.

O anúncio, conforme o radialista, foi publicado, mas as imagens das casas e imóveis da ilha foram vetadas. “Isso é censura”, protestou. “É uma forma de represália.”

‘Fora da realidade’
Para o sobrinho de Sarney, o “acesso a muito poder”, gera “esse padrão de comportamento”. “A pessoa fica fora da realidade, ela acha que tem poder sobre determinadas situações, e onde ela não tem. Ela é um cidadão como eu, como o senhor, como o seu João da Silva da esquina, no que se refere a direitos e deveres.”

Segundo o radialista, a parte que lhe pertence na propriedade representa “fração ideal” da propriedade, o que significa que inclui porcentuais também dos imóveis.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Morre o carnavalesco Joãosinho Trinta

Joãosinho Trinta

Joãosinho Trinta

O carnavalesco Joãosinho Trinta, 78 anos, morreu na manha desta sábado, 17, no Hospital UDI em São Luís, no Maranhão.

Joãosinho ja havia se internado varias vezes neste ano, com serios problemas respiratórios, ja segundo o hospital, ele permanecia em estado grave na UTI desde o dia, 3, deste mês.

A morte de Joãosinho Trinta foi causada por choque séptico secundário, pneumonia e infecção urinária. Antes de falecer, os medidos decidiram que ele deveria passar por uma cirurgia em breve.

Nascido em São Luís em 1933, mudou-se para o Rio de Janeiro aos 18 anos. Sua história de sucesso no carnaval começou em 1965 quando venceu, ainda como assistente no Salgueiro. Pela mesma escola, ele ainda venceria em 1969 e em 1971.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Promotor de Barra do Corda se envolve em grave acidente

Um grave acidente foi registrado por volta das 3h45, desta madrugada na BR-226, próximo a conhecida curva da morte, quando aconteceu a colisão entre um veículo Fiat Uno pertencente ao Ministério Público e outro do mesmo modelo que descia em direção ao bairro Tresidela.

Ambos os motoristas, Dr. Guaracy e Ronaldo Lucena, sairam feridos, sendo atendidos pelo Samu. Segundo asprimeiras informações, o promotor Dr.Guaracy Figueiredo, está com suspeita de fratura na bacia, sendo transferido para São Luís.

Já Ronaldo Lucena foi encaminhado para o Socorrão de Presidente Dutra, onde já passou por intervenção cirúrgica.

Barra do Corda News


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Dois deputados do MA são envolvidos em esquema de prostituição no PI

Uma reportagem veiculada no Programa Bom dia Meio Norte, apresentado pelo jornalista Ieldyson Vasconcelos, mostra que uma das quebras de sigilo telefônico da Polícia Civil envolvendo uma mulher bastante conhecida em Teresina, relata telefonemas de deputados do Piauí, Maranhão e Pará, solicitando festinhas privês em Teresina.

Dois deputados do Maranhão foram flagrados durante interceptação deses telefonemas. Eles saíam de São Luís, no Maranhão, com destino à Teresina em busca destas garotas.

Em janeiro provavelmente acontecerá prisões por prostituição em Teresina envolvendo universitárias. (assista ao vídeo detalhado sobre o assunto). (Com informações do Portal Meio Norte)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Propina: vereador é flagrado escondendo dinheiro na cueca

O vereador Joaquim Teixeira (PSC-AM), foi flagrado em um vídeo recebendo propina das mãos de Elmir Motado prefeito da cidade de Boa Vista no Amazonas,  no valor de R$ 25 mil, em troca de sua renunciasse do cargo de vereador. Veja abaixo o absurdo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bia Venâncio é premiada pela FAMEM

Prefeita de Paço do Lumiar

Prefeita de Paço do Lumiar

No ultimo dia 14 a Federação do Município do Estado do Maranhão – FAMEM promoveu o Premeio Reconhecimento FAMEM de boas praticas em gestão publicas e premiou vários prefeitos por em destaque a prefeita Bia Venâncio de Paço do Lumiar que se destacou no ano de 2011 com varias realizações na área do serviço social dentro do município no que tange a moradia, a assistência pessoal e o apoio as atividades culturais de algumas comunidades como as comunidades quilombolas de Paço do Lumiar.

A prefeita Bia Venâncio foi receber seu premio ao lado do filho Thiago Aroso e dos seus secretários Augustus Gomes de Desenvolvimento Racial, da secretária de Educação Professora Amélia e do secretário de Abastecimento e Produção Eduardo Castelo Branco entre outros amigos que foram parabeniza-la de perto pelo reconhecimento.

Com o secretário de Desenvolvimento Social Agustos Gomes apoiando e gerindo muitas das ações da prefeitura politicas publicas sociais a prefeitura de Paço do Lumiar ganhou destaque no cenário estadual servindo de referencia para outros municípios do estado do Maranhão. Para Augustus a premiação é um justo reconhecimento do trabalho que a administração de Bia Venâncio já vem realizando desde 2009 quando foi iniciada as inscrições pelo governo federal através do Ministério da Igualdade Racial para motivar gestores municipais a dá mais importância para esse tema.

O presidente da FAMEM e prefeito de Itapecuru-mirim Junior Marreca abriu o evento destacando a importância do premio e de incentivar cada gestor publico a dá um pouco mais de atenção para está questão social, lembrou que a valorização das comunidades quilombolas, indígenas e as demais que são assistidas por programas governamentais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Decisão judicial sobre convênio com prefeitura repercute na AL

A decisão do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública, Megbel Abdalla, determinando que a Prefeitura de São Luís devolva R$ 73,5 milhões ao governo do Estado, repercutiu, na manhã desta quinta-feira (15), no plenário da Assembleia Legislativa.

Roberto Costa

Roberto Costa

O deputado Rubens Pereira Júnior (PCdoB) foi o primeiro a ocupar a tribuna, para manifestar seu ponto de vista sobre a decisão judicial, provocando um debate no plenário, que envolveu os deputados Marcelo Tavares (PSB), Roberto Costa (PMDB), Raimundo Cutrim (PSD) e Eliziane Gama (PPS).

Rubens Júnior disse que ficou surpreso com a decisão do juiz, que determinou a devolução do dinheiro em 36 parcelas de cerca de R$ 2 milhões, descontadas nos créditos do ICMS repassados pelo governo. “Isto é um absurdo porque, na verdade, quem vai pagar a conta é a população”, declarou Rubens Júnior.

Ele observou que o governo do Estado demonstra interesse na devolução de recursos celebrados com prefeituras, ainda na gestão do ex-governador Jackson Lago, mas não demonstra, na mesma proporção, interesse em executar obras previstas nestes convênios. “Cito o caso da Prefeitura de Matões, que já contava com R$ 10 milhões oriundos destes convênios. E o que aconteceu? A governadora simplesmente seqüestrou o dinheiro. E o pior, o mais prejudicial para a população, é que obra nenhuma foi feita até agora, como previa o convênio, lá na cidade de Matões”, protestou Rubens Júnior.

O deputado Marcelo Tavares afirmou que a Oposição defende que haja uma investigação sobre todos os prefeitos envolvidos com a celebração destes convênios. “Há cerca de 100 prefeitos que fizeram convênios e que deveriam passar pelo mesmo processo de investigação. Mas a base do governo não aceita que se investigue aliados. Esse é o mesmo resultado da tal CPI da Propina aqui solicitada pelo deputado Bira, assinada por quase todos os deputados da Oposição, com exceção da deputada Cleide, que é membro da Corregedoria, mas eu tenho a convicção, desde o primeiro dia, de que ela nunca vai ser realizada”, afirmou Marcelo Tavares, para quem a CPI criada para investigar o convênio direcionado para a Prefeitura de São Luís tem cunho político.

O deputado Roberto Costa assinalou que a decisão do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública não inviabiliza os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito, instalada na Assembleia Legislativa, para apurar a destinação dos recursos referente a três convênios (004/2009, 005/2009 e 007/2009 – ASSEJUR-SECID) celebrados entre prefeitura e governo do Estado, em 2009.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.