Poder

Técnico de enfermagem é preso por furtar medicamentos em Santa Luzia

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Turilândia entrega documentos para beneficiados no Programa Auxílio Brasil

A Prefeitura de Turilândia através da Secretaria Municipal de Assistência Social, iniciou nesta segunda-feira (17), a entrega das folhas de resumo para os novos contemplados no Programa Auxílio Brasil.

O programa que busca a simplificação da cesta de benefícios e visa a emancipação dessas famílias para que alcancem autonomia e superem situações de vulnerabilidade social contemplou no município 619 famílias, entre elas, 127 exclusivamente Quilombolas.

Para a secretária Celielma Miranda, isso é resultado de muito esforço e dedicação. “Estamos com uma equipe compromissada buscando sempre o melhor para a população turilandense, e quando trabalhamos para servir, todo o esforço e dedicação é recompensado com resultados como esse, serão 619 novas famílias beneficiadas e a primeira vez na história do município que a gestão tem um olhar especial as famílias Quilombolas que agora irão receber esse auxilio tão importante e necessário para às mesmas”, frisou a secretária.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Promotoria pede abertura de inquérito policial contra secretária de Paraibano

Secretária de Educação de Paraibano, Joselane Pereira Freitas de Souza

O Ministério Público solicitou à Polícia Civil que investigue o suposto cometimento de falsidade ideológica pela secretária de Educação de Paraibano, Joselane Pereira Freitas de Souza. O requerimento foi encaminhado pelo promotor de Justiça da cidade, Carlos Allan da Costa Siqueira.

A autoridade policial tem 10 dias para informar quais providências foram tomadas.

Segundo o MP, o pedido foi motivado pela disparidades entre as declarações prestadas pela secretária de Educação e as informações dadas pelas diretoras da Escola Municipal Raimundo Fernandes durante oitivas realizadas no âmbito de uma investigação preliminar instaurada pela Promotoria de Paraibano que apura pagamentos supostamente ilícitos aos professores Ana Raquel Dutra Santos Alves e Carlos Henrique Alves entre os meses de janeiro e junho de 2021.

Os repasses teriam sidos aprovados por Joselane Pereira Freitas de Souza.

A partir disso, o promotor de Justiça enviou um ofício ao secretário de Finanças de Paraibano para que informe se o aval para os pagamentos foi dado pela colega de Executivo. Os professores também foram notificados para apresentarem suas defesas em 10 dias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Passageiros de ônibus reagem e capturam a dupla de assaltantes em São Luís

Duas adolescentes foram apreendidas suspeitas de assaltar um ônibus na região central de São Luís, nessa segunda-feira (17).

Segundo informações do 9º BPM, elas entraram no ônibus como se fossem passageiras ainda no bairro do Filipinho. O assalto só foi anunciado depois do Canto da Fabril, no Centro.

De acordo com relatos de testemunhas à polícia, as duas usavam facas, mas acabaram sendo dominadas pelos próprios passageiros do ônibus em determinado momento do assalto. Após a reação coletiva, a polícia foi acionada.

Com elas, a polícia apreendeu um ipad, um celular, três facas, uma bolsa com outros objetos, uma pequena quantia em dinheiro e 13 pedras semelhantes à crack. As jovens foram apresentadas na Delegacia do Adolescente Infrator, na capital. O ônibus fazia a linha Vila Luizão/João Paulo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Seccor prende delegada e investigador da Polícia Civil

Nesta segunda-feira (17), a delegada Sarah Bonfim e um investigador, ambos da Polícia Civil do Maranhão, foram presos acusados de exploração ilegal de jogos de azar em São Luís.

O investigador não teve a identidade revelada. Os policias civis atuam na Delegacia do Cohatrac.

A prisão foi em decorrência de mandatos de prisão temporária e buscas cumpridos pela Superintendência Estadual de Combate à Corrupção (Seccor).

Segundo a nota enviada pela Polícia Civil, os dois servidores estavam sendo investigados pelo possível cometimento de diversas práticas ilícitas atreladas, de forma geral, à exploração ilegal de jogos de azar em diversos bairros desta Capital.

Os mandados foram expedidos pela Vara da Central de Inquéritos da Comarca de São Luís e a investigação segue em sigilo, inclusive para apurar eventual participação de outros envolvidos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Presidente da Câmara de Santa Inês é investigado por abastecer carros sem licitação

Presidente da Câmara de Santa Inês, Josino Catarino.

O presidente da Câmara Municipal de Santa Inês, Josino Alves Catarino Neto, está na mira do Ministério Público por gasto de dinheiro público ao abastecer veículos sem licitação.

Segundo as informações, a titular da 1ª Promotoria de Justiça da cidade, Larissa Sócrates Bastos, instaurou um inquérito com base em uma Representação que relatava gastos com combustível sem a realização do devido procedimento licitatório para o abastecimento de veículos particulares para o deslocamento dos parlamentares ao funeral de Luís Carlos Pereira Siqueira na cidade de Itapecuru-Mirim.

O autor da denúncia citou um vídeo de sessão legislativa da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Inês, publicado no Facebook, em que o presidente da Casa fala do gasto, indicando que foi realizado apenas após consulta ao setor de contabilidade.

Além dessa investigação, tramita na Promotoria de Santa Inês outro inquérito para apurar irregularidades decorrentes da ausência de informações no Portal da Transparência do Legislativo.

O presidente da Câmara foi notificado para prestar esclarecimentos sobre o caso.

A promotora também solicitou à Comissão Permanente de Licitação da Câmara a cópia do procedimento administrativo (licitação ou dispensa de licitação) referente à compra de combustível para o abastecimento de veículos para o deslocamento de parlamentares ao funeral devidamente acompanhado dos seguintes documentos: ordens de empenho, notas de liquidação, ordens de fornecimento ou serviço, designação do fiscal do contrato, designação do ordenador de despesas, designação do responsável pela contabilidade, comprovação de entrega do material ou prestação efetiva do serviço, nota fiscal ou documento do respectivo crédito, ordens de pagamento, comprovantes das condições de habilitação e qualificação a cada pagamento, e comprovante de transferência bancária.

Josino Catarino terá que enviar, ainda, a cópia da relação de veículos de propriedade da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Inês ou postos à sua disposição, e especifique quantos foram abastecidos, esclarecendo acerca de cada um deles o seguinte: modelo, placa, propriedade; capacidade do tanque de combustível e respectivo tipo de combustível (gasolina, etanol, diesel, etc.).

O chefe do Legislativo tem 10 dias para se manifestar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Hélder Aragão contrata empresa alvo da Polícia Federal por R$ 3,2 milhões

Em novembro do ano passado, o prefeito de Anajatuba, Hélder Aragão, contratou a Ingeo Ambiental por cifras milionárias. Recentemente, a empresa foi alvo da operação Irmandade deflagrada pela Polícia Federal por envolvimento em um esquema fraudulento de licitações em Pinheiro.

Documento obtido pela reportagem do Blog do Neto Ferreira mostra que a contratação tem como objeto a recuperação de estradas vicinais dos povoados do Município pelo valor de R$ 3.227.266,35 milhões.

O prazo de execução das obras melhorias das vias é de 120 dias.

A Ingeo fica localizada no bairro Mato Grosso, em Palmeirândia. Além de Anajatuba, ela atua em diversas Prefeituras maranhenses.

Essa não é a primeira vez que a gestão de Hélder Aragão contrata empresa envolvida em esquema criminoso.

Em 2015, o atual prefeito foi preso pela Polícia Federal após desviar mais de R$ 8 milhões dos cofres da Prefeitura de Anajatuba.

A PF descobriu que a organização criminosa criava empresas fantasmas e fraudava licitações para desviar recursos do governo federal destinados à educação do ensino básico em Anajatuba.

As investigações também mostraram uma planilha com transferência de dinheiro de uma das empresas para Hélder Aragão.

O esquema de desvio de dinheiro foi mostrado na primeira reportagem do quadro ‘Cadê o dinheiro que tava aqui?’, do Fantástico, em novembro de 2014. A reportagem mostrou que, em 2013, as empresas receberam juntas R$ 8 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

TCE prevê gasto de R$ 618 mil com refeições e buffet

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) estima gastar mais de meio milhão de reais em alimentação e buffet. A informação foi divulgada no Diário Oficial da Corte.

Vitória Serviços Gerais e Empreendimentos, localizada no Jardim Renascença, foi a empresa contratada para fornecer os lanches, coquetéis, refeições, entre outros. Segundo os dados publicados, serão 12 de prestação de serviços.

A reportagem do Blog do Neto Ferreira verificou que o TCE pretende pagar R$ 18,50 por cada coffee-break fornecido pela Vitória Empreendimentos.

Ainda de acordo com a Corte de Contas, os canapés serão servidos em 30 eventos com 200 pessoas durante o ano de 2022 e custarão R$ 111 mil. Já em coquetéis serão investidos R$ 74 mil dos cofres públicos.

O Tribunal de Contas também pretende gastar cifras altíssimas com o fornecimento do almoço. R$ 296.500,00 mil essa é a quantia total que será paga à Vitória Empreendimentos ao final do contrato.

Mais detalhes podem ser vistos abaixo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Funcionários da Santa Casa cobram salários atrasados

Santa Casa, localizada no Centro de São Luís

Santa Casa, localizada no Centro de São Luís

Funcionários da Santa Casa de Misericórdia de São Luís denunciam que estão há mais de dois meses sem receber salários.

Denúncia enviada à reportagem do Blog do Neto Ferreira relata que os profissionais da saúde estão indo cumprir a sua jornada de trabalho sem perspectivas de quando receberão os seus salários.

Os funcionários estão sem receber o salário do mês de dezembro, décimo terceiro, vale-transporte e suporte para enfrentar a nova onda da pandemia da Covid-19. Além disso, o FGTS também não é recolhido.

“As coisas estão difíceis. Há informação de que caiu nas contas da Santa Casa R$ 16 milhões do Governo Federal, mas eles não fazem nada, não pagam funcionários, não pagam FGTS, nem INSS. E não nos dão uma satisfação. Trabalhamos aqui há 10, 15 anos e não tem um FGTS recolhido. Nós vamos trabalhar porque precisamos”, lamentou um profissional da Santa Casa.

Até o momento, não há informação sobre quando haverá regularização salarial dos funcionários.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Justiça rejeita pedido de prisão contra Bonner por incentivo à vacinação

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios rejeitou neste domingo (16) uma ação que pedia a prisão do jornalista e apresentador William Bonner, da TV Globo, por incentivar a vacinação contra a Covid-19 em crianças e adolescentes.

O signatário da ação, Wilson Issao Koressawa, acusou Bonner de participar de uma suposta organização criminosa, composta por outros profissionais da emissora, para falar sobre os impactos positivos da vacina no combate à pandemia.

Koressawa ainda afirmou, sem provas, que o apresentador do Jornal Nacional comete os crimes de indução de pessoas ao suicídio, de causar epidemia e de “envenenar água potável, de uso comum ou particular, ou substância alimentícia ou medicinal destinada a consumo”. E pediu que Bonner fosse proibido de “incentivar a vacinação obrigatória de crianças e adolescentes e a exigência de passaporte sanitário”.

A juíza Gláucia Falsarella Pereira Foley classificou a ação como descabida, afirmando que a iniciativa se assemelha a panfletagem política ao reproduzir teorias conspiratórias sem qualquer lastro científico e jurídico.

“O Poder Judiciário não pode afagar delírios negacionistas, reproduzidos pela conivência ativa —quando não incendiados— por parte das instituições, sejam elas públicas ou não”, diz Foley.

A magistrada ainda destaca que o autor não tem legitimidade de pleitear a prisão preventiva, uma vez que os crimes citados são de ação penal pública, e diz que a representação é incompatível com a vara criminal à qual foi submetida.

Wilson Issao Koressawa é advogado inscrito na OAB e se apresenta como promotor de Justiça aposentado. Ele já concorreu a deputado distrital do DF em 2002, pelo PSD, e teve sua candidatura indeferida para o mesmo cargo em 2006, quando estava filiado ao PSOL.

Em 2020, ele impetrou um pedido de prisão contra 40 autoridades junto ao STM (Superior Tribunal Militar). O protocolo da ação foi acompanhado por manifestantes do grupo armado de extrema direita 300 do Brasil, segundo o site Metrópoles.

“Vivemos tempos obscuros traçados por uma confluência de fatores. É preciso coragem, maturidade e consistência política e constitucional para a apuração das devidas responsabilidades pelas escolhas que foram feitas”, afirma a juíza Gláucia Falsarella Pereira Foley em sua decisão.

“Os inúmeros mecanismos de pesos e contrapesos da democracia nos colocaram na presente situação, mas será somente por meio dela que o Poder Judiciário, trincheira do Estado democrático de Direito, poderá colaborar para que ensaiemos a superação da cegueira dos nossos tempos”, segue.

Por fim, a juíza afirma que decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) consagrou o entendimento de que o exercício da liberdade de imprensa assegura ao jornalista o direito de proferir críticas. “Para [o professor] Eugênio Bucci, aliás, mais do que direito do jornalista, a liberdade de informação é direito do cidadão e dever da imprensa”, diz a magistrada.

Procurado, o apresentador William Bonner não quis comentar o caso.

A vacinação de crianças contra a Covid-19 no Brasil começou na última sexta-feira (14) com a imunização do menino indígena de 8 anos, Davi Xavante, que mora no estado de São Paulo.

Da Folha de São Paulo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.