Poder

Áudio mostra servidora sendo ameaçada a perder emprego se não votar em Brandão

Áudios obtidos pelo Blog do Neto Ferreira revelam que uma servidora da Maternidade Humberto Coutinho foi ameaçada e coagida para votar a favor do governador do Maranhão e pré-candidato à reeleição, Carlos Brandão (PSB), nas eleições de 2022.

Quem aparece nos áudios é Áudrea, esposa de Marcus Brandão, irmão do governador.

A cunhada de Brandão se remete a uma funcionária da maternidade estadual, localizada em Colinas, e diz explicitamente que se ela não mudar o voto da mãe, ficará sem o emprego.

A servidora foi identificada como Yasmin e seria filha de Sebastiana, que foi candidata a vereadora na cidade colinense e atualmente apoia o senador Weverton Rocha (PDT) para o governo.

“Bom dia, Yasmin! É complicado né? Tu continuar na maternidade, porque já me mandaram aqui. Complicado, a tua mãe vai ser Weverton. Mas Yasmin, ninguém vai aceitar essa desculpa, [eleição] de prefeito já foi, tô (sic) logo te avisando! Ninguém vai aceitar essa história da tua mãe ser contra e tu ser a favor, não existe isso”, ameaçou Audrea Brandão.

Em outro áudio, a cunhada do governador volta a pressionar e relembra que foi ela quem deu a Yasmin a pedido de Sebastiana. Dá um prazo para que as duas decidam de que lado estão.

“Yasmin você mesma várias vezes pediu: ‘ah, Audreia, tem minha mãe que to (sic) ajudando, to (sic) resolvendo as coisas dela’. Seu primeiro emprego foi ela quem pediu. Não existe isso, converse com ela, se resolvam, estou só lhe avisando. Você só tem mais ou menos no final desse mês para se decidir.”

Audrea frisa que a ex-candidata não poderia ficar contra o governador por dever, uma espécie, de favor a ela.

“Agora ela ficar contra o governador, meu amigo, ela poderia ter ficado contra estadual, federal, mas o governador que é quem vai mandar na maternidade, no município. Sinto muito. Não tem justificativa, tua mãe contra! Tu não conseguiu vencer a tua mãe, então amiga infelizmente converse com a sua mãe, não dá para você continuar na maternidade, to (sic) só te avisando. Não é coisa minha não. Não existe isso, da família, a mãe contra, só tu, só teu voto.”

E completa: “Yasmin, nem vou discutir contigo, tu sabe que não humilhei tua mãe. Eu tbm falei com ela que não acreditava nela, mas não humilhei ela, não sou dessas pessoas. Agora o que ela fez comigo não se faz com ninguém, ficou me enganando até a última hora, e eu tenho a consciência tranquila, que você hoje está empregada, ganhou um monte de tempo, foi eu que ajeitei, agora foi ela que não foi correta com a gente, ela deveria ter dito desde o início.”

A esposa de Marcos Brandão finaliza dizendo que será dada a oportunidade de todos os funcionários da maternidade em votar em Carlos Brandão e quem não o fizer irá perder o emprego.

“Problema que ninguém tirou foto, nenhuma mãe de ninguém que trabalha tirou foto dizendo que é Weverton [Rocha], enquanto ninguém souber, ninguém vai acusar. A todo mundo vai ser dada a oportunidade de votar no [Carlos Brandão, agora quem não botar vai sair”.

Após essa conversa, Yasmin foi demitida da maternidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Áudio mostra servidora sendo ameaçada a perder emprego se não votar em Brandão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Celso

    Onde está o áudio? Só tem a transcrição do áudio…

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários