Poder

Rolex, joias e R$ 1,3 milhão são apreendidos em operação contra Eduardo DP

Durante a Operação Odoacro, a Polícia Federal apreendeu cerca de R$ 1,3 milhão, joias, relógios Rolex, bebidas, bolsas de grife e um jet ski em endereços ligados ao empresário Eduardo DP, que também atende pelo apelido de Imperador. O empresário foi preso na ação.

A força-tarefa foi deflagrada nesta manhã (20) na capital e outras cidades do estado, no intuito de desarticular um esquema criminoso de lavagem de dinheiro público através de licitações fraudulentas envolvendo a empresa maranhense Construservice.

No dia 15 deste mês, o Blog Neto Ferreira publicou matéria sobre outra investigação contra o Imperador, instaurada pelo Ministério Público do Maranhão, que apura possíveis irregularidades em contrato firmado entre a Construservice e a Prefeitura de Santa Inês, no valor de R$ 10 milhões. (Relembre aqui)

Na foto, Eduardo DP aparece usando a joia apreendida pela PF


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Rolex, joias e R$ 1,3 milhão são apreendidos em operação contra Eduardo DP”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Preso pela PF tenta ganhar licitação de R$ 167 milhões no governo do Tocantins - Neto Ferreira – Conteúdo InteligenteNeto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] Na ação, o dono da Construservice foi preso por associação criminosa envolvida em fraudes licitatórias, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, com a utilização das verbas federais. Foram apreendidos cerca de R$ 1,3 milhão, joias, relógios Rolex, bebidas, bolsas de grife e um jet ski em endereços ligados ao empresário (relembre aqui e aqui). […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários