Poder

PGR não vê crime em novo ataque do presidente ao TSE e STF

Fontes da Procuradoria-Geral da República (PGR) afirmaram à coluna da jornalista Carolina Brígido –  em caráter reservado – que não viram elementos suficientes para caracterizar crime eleitoral na fala do presidente Jair Bolsonaro, na segunda-feira (18), durante uma reunião com embaixadores.

No encontro, Bolsonaro voltou a atacar o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o STF (Supremo Tribunal Federal) e o sistema eleitoral.

A jornalista destaca que para Bolsonaro ser investigado, seria necessário que a PGR ou algum partido político entrasse com uma ação no TSE.

Depois de uma análise inicial do caso, integrantes da PGR afirmam que não pretendem fazer isso. “É muito barulho por nada”, avaliou uma fonte próxima da PGR.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “PGR não vê crime em novo ataque do presidente ao TSE e STF”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. João Carlos de Sousa Neto

    Kkkkkkkkkkk e nem vai o pix já foi feito faz tempo .. palhaçada de um presidente que a todo instante ataca os poderes .. em um país sério ele já faria preso … Onde já se viu um presidente com posturas de malandro …

  2. Padua Barbosa

    Aqui só pedem prisão se criticar o STF, TSE, se roubar não da em nada,vira candidato a presidente a presidente da Republica.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários