Poder

Antes deixar o Governo, Paulo Velten autorizou crédito de R$ 110 milhões para o Tribunal

Antes de deixar o comando do Governo do Maranhão, o desembargador Paulo Velten autorizou o envio de R$ 110,9 milhões em crédito suplementar ao Tribunal de Justiça, órgão no qual preside oficialmente.

O decreto Nº 37.758 foi publicado no dia 28 de julho no Diário Oficial do Estado.

“Art. 1º. Fica aberto ao Orçamento do Estado, em favor do Tribunal de Justiça do Estado, crédito suplementar no valor de R$ 110.978.552,57 (cento e dez milhões, novecentos e setenta e oito mil, quinhentos e cinquenta e dois reais e cinquenta e sete centavos), para atender a programação constante do Anexo II.”

Em meados do mês de maio, Velten assumiu a chefia do Executivo estadual após o governador Carlos Brandão (PSB) se afastar do cargo para retirar um cisto renal em hospital de São Paulo. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto, primeiro na linha sucessória, não aceitou comandar o Estado alegando ficar inelegível para as eleições de 2022.

Entre os seus atos como governador interino, Velten abriu 69 cargos comissionados, inchando a máquina pública, e liberou de mais de R$ 1 bilhão em créditos fundo a fundo para Prefeituras e R$ 40 milhões em emendas de deputados estaduais.

O magistrado ficou no comando do Palácio dos Leões por 43 dias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários