Poder

Sirino rompe com Felipe dos Pneus e diz que a Prefeitura se tornou instituição pessoal

Ocupando o cargo de prefeito em Santa Inês, o vice Sirino Rodrigues anunciou o rompimento com Felipe dos Pneus, gestor afastado por liderar uma organização criminosa que deixou um rombo milionário na Saúde do município.

Segundo a nota divulgada, ao assumir a Prefeitura, Sirino percebeu que “a coisa pública foi aparelhada para se tornar uma instituição pessoal” e tomou conhecimento que situações com indícios de ilegalidades dentro da Administração pública.

“A decepção só aumenta ao ver de perto a maneira como a coisa pública foi aparelhada para se tornar uma instituição pessoal. Não sou auditor, porém se torna fácil identificar na prefeitura situações que causem estranheza”, frisou.

O atual prefeito revelou ainda que estava sendo cobrado para se posicionar acerca dos fatos desde o primeiro dia que assumiu o comando do Executivo de Santa Inês.

“Muitos me cobravam essa postura desde o primeiro dia, porém não somos e nuca fomos assim, sempre preferimos acreditar no melhor das pessoas, algo que não conseguimos mais. Por isso, hoje, decidimos pelo rompimento político com o prefeito afastado por suspeita de corrupção, Felipe dos Pneus.”

Em outro trecho da nota, Sirino disse também que respeitará a decisão da Câmara de Vereadores e que não fará conchavos para permanecer a frente da Administração Pública.

No dia 27 de abril, Felipe dos Pneus (Republicanos) foi alvo da Operação Free Rider, deflagrada pela Polícia Federal, por ser apontado como líder de uma organização criminosa montada para dilapidar o patrimônio público de Santa Inês fraudando licitações e superfaturando compras de medicamentos e materiais hospitalares.

Ele foi afastado do cargo por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Felipe também chegou a ter a prisão pedida pela Polícia Federal após a autoridade policial identificar, através de coversas interceptadas, provas robustas da participação dele no esquema. O pedido foi indeferido pelo desembargador federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários