Poder

Flávio Dino ataca Bolsonaro e atinge Eliziane, Pedro Lucas e André Fufuca

Ao tentar atacar o presidente Jair Bolsonaro (PL) usando o escândalo do orçamento secreto, o ex-governador Flávio Dino (PSB) criticou os próprios aliados políticos.

O socialista usou suas redes sociais para alfinetar o chefe da República falando sobre a veiculação de mais uma reportagem acerca das emendas parlamentares que estão sendo distribuídas para irrigar redutos eleitorais de apoiadores de Bolsonaro.

Em sua publicação, Dino afirmou que espera uma ação imediata do Supremo Tribunal Federal (STF) para acabar com o orçamento secreto e disse que nunca participou do esquema.

O ex-governador esqueceu que uma de suas principais aliadas, senadora Eliziane Gama (Cidadania), foi beneficiada com a liberação de R$ 22.923.993,18 milhões em emendas parlamentares.

Gama é apoiadora do atual governador Carlos Brandão, que é pré-candidado à reeleição ao governo do Maranhão, e do próprio Flávio Dino, que pretende concorrer uma vaga no Senador nas eleições de 2022.

Além de Gama, os deputados Pedro Lucas Fernandes e André Fufuca também receberam cifras milionárias em emendas. Todos são ligados ao grupo dinista.

As emendas de relator tornaram-se um dos principais instrumentos de negociação com o Congresso Nacional durante o governo Jair Bolsonaro (PL) , que usou o mecanismo para angariar apoio no Legislativo para pautas do interesse do Planalto.

A decisão sobre a distribuição dessas emendas ficou concentrada na cúpula do Congresso Nacional, o que desencadeou críticas pela falta de transparência na alocação dos recursos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários