Poder

Flávio Dino pagou quase R$ 53 milhões em viagens de jatinhos

Flávio Dino (PSB), ex-governador do Maranhão e pré-candidato ao Senado, pagou quase R$ 53 milhões em fretes de aeronaves por quase 8 anos.

Enquanto esteve sentado na cadeira de chefe do Palácio dos Leões – sede do governo – Dino contratou a Heringer Táxi Aéreo, que fica em Imperatriz (MA), e a Solar Táxi Aéreo Ltda, do Ceará, por cifras milionárias para garantir o fretamento de jatinhos objetivando o cumprimento da agenda oficial e a realização de visitas a Brasília juntamente com os seus auxiliares mais próximos.

Dados levantados pela reportagem do Blog do Neto Ferreira mostram que no primeiro mandato como governador, Dino pagou, sem licitação, R$ 20.016.686,64 milhões para a empresa de aviação imperatrizense. A contratação foi celebrada via a Secretaria de Governo (Segov).

Em 2015, foram destinados R$ 2.570.465,09 milhões para o fretamento dos jatinhos. No ano seguinte, o valor quase triplicou chegando na ordem R$ 6.881.314,36 milhões. Os destinos das viagens feitas pelas aeronaves com o socialista não foram divulgados.

Mantendo a contratação da Heringer em 2017, Flávio Dino chegou a autorizar o pagamento de R$ 5.097.586,18 milhões naquele ano. Os repasses continuaram em 2018, quando foram usados R$ 5.467.321,01 milhões para quitar as viagens governamentais.

Após se reeleger, o então governador decidiu romper o contrato com a empresa de Imperatriz para contratar a Solar Táxi Aéreo, do Ceará, em 2019. Nesse ano, Dino ainda pagou R$ 3.908.364,74 milhões à Heringer. O valor total repassado em 5 anos foi R$ 23.925.051,38 milhões.

No mesmo período, a Solar iniciava a sua atuação no governo dinista e, logo de cara, faturou R$ 3.347.058,75 milhões para fretar os jatinhos ao então gestor estadual.

De lá para cá, ela conseguiu receber valores estratosféricos dos cofres públicos.

Em 2020, durante a pandemia, Dino autorizou o pagamento de R$ 7.293.225,30 milhões à empresa de táxi aéreo cearense.

E no ano passado, segundo apurou a reportagem, a Solar recebeu R$ 13.301.012,70 milhões pela locação das aeronaves.

Faltando dois meses para deixar o comando do Palácio dos Leões, Dino deu o aval para que R$ 4.316.864,10 milhões fossem pagos à empresa de aviação.

O Blog apurou ainda que nos últimos quatro anos, o ex-chefe do Executivo estadual repassou cifras que giram em torno de R$ 28.258.160,85 milhões para Solar Táxi Aéreo.

As viagens de Flávio Dino, enquanto esteve no comando do Estado, custaram R$ 52.183.212,23 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários