Poder

Documento revela participação do herdeiro da São Patrício em esquema com veículo de luxo

Germano Braga de Oliveira Júnior, filho do dono da rede de farmácias São Patrício.

Documento obtido pela reportagem revela o envolvimento de Germano Braga de Oliveira Júnior, filho do dono da rede de farmácias São Patrício, em um suposto esquema de empréstimo consecutivo a apropriação indébita de veículos de luxos alugados.

O nome do empresário foi citado em um Boletim de Ocorrência registrado no 4° Distrito Policial do Vinhais.

Na denúncia, a autora relata que alugou o seu veículo Audi A3 para Diego Freitas Figueiredo no dia 22 de janeiro pelo valor mensal de R$ 8 mil. O período de locação seria de 180 dias.

Um mês após o aluguel, o locatário não efetuou o pagamento do acordo e a vítima pediu o veículo de volta e não obteve retorno.

No mês passado, a vítima teve conhecimento, por meio de um homem identificado como Gustavo Melo, de que o seu veículo foi penhorado para Germano Braga de Oliveira Júnior por Diego Figueiredo em garantia de um empréstimo de R$ 23 mil e que ela deveria buscar com o herdeiro da São Patrício. O empréstimo supostamente seria fruto de agiotagem.

Na ocorrência a vítima relata ter recebido um telefonema de Germano avisando que o Audi A3 estaria em posse de Rodrigo Dutra ou Leonardo Coqueiro. Durante a ligação, Germano chegou a passar a localização de Dutra e o contato de Coqueiro.

Ao procurar por Rodrigo Dutra, a vítima soube que o seu veículo estava com Leonardo, que falou que iria liberar o carro mediante ao pagamento da quantia de R$ 45 mil. Um crime explícito de apropriação indébita.

Recentemente, a Polícia Civil instaurou um inquérito que culminou em busca e apreensão de veículos frutos de apropriação indébita e agiotagem.

E os desdobramentos da investigação podem alcançar o empresário Germano Júnior, que já esteve envolvido como uma espécie de captador financeiro para o esquema de pirâmide financeira montada por PH Participações, de Pedro Henrique.

A reportagem teve acesso a imagem do modelo Audi A3, veículo de luxo, simplesmente na garagem da farmácia São Patrício, inclusive, de uma nota promissória relativo ao empréstimo, que pode caracterizar agiotagem, feita por Germano Braga, mas isso será divulgado em uma próxima matéria.

Procurado, o herdeiro da São Patrício, que é um dos acusados de participação no esquema, diz não ter recebido carro. Também, alega está cobrando Diego judicialmente, que o empréstimo não teve juros e insinuou que a reportagem teria intenções de extorqui-lo, algo que terá de provar na justiça.

Em resposta aos questionamentos, Léo Coqueiro afirmou que vai tomar as medidas legais através de seu advogado, em relação ao que está ocorrendo e negou participação no esquema.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Documento revela participação do herdeiro da São Patrício em esquema com veículo de luxo”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Gerson

    ESSE RAPAZ E GENTE BOA , FOI SO SE ENVOLVER COM AGIOTAGEM ESSA GALERA RONALLDO, LEONARDO VAI ACABAR SE ATRAPALHANDO

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários