Poder

Suspeito de matar a tiros coronel da PM do Maranhão é preso em Goiás

O coronel Ronilson foi morto durante a um assalto na porta da sua residência, no Residencial Pinheiros.

A equipe da Superintendência Estadual de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP) prendeu mais um dos envolvidos de ter roubado e matado a tiros o coronel da Polícia Militar, Ronilson Gomes Pinto, de 46 anos. O crime ocorreu no dia 28 de janeiro de 2021, no Residencial Pinheiros, em São Luís.

A polícia informou que a prisão ocorreu em Goiás e o detido vai ser ouvido ainda nesta quarta-feira (9), na sede da SHPP, na Beira-Mar em São Luís. O caso é investigado pela Polícia Civil como latrocínio (roubo seguido de morte).

No dia 4 de abril de 2021, a polícia já tinha efetuado a prisão de um outro envolvido nesse crime. Ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas e, de acordo com a polícia, já tinha passagem pelo Poder Judiciário pelo crime de roubo.

Em fevereiro de 2021, um homem, nome não revelado, também tinha sido preso sob a suspeita de ter participado dessa empreitada criminosa. Ainda segundo a polícia, no dia do crime, Ronilson Gomes foi baleado e morto ao reagir a um assalto na porta de sua casa, no Residencial Pinheiros. Os criminosos fugiram levando a arma do militar.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários