Poder

Marcial Lima critica Braide após deixar liderança na Câmara

O vereador Marcial Lima (Podemos) reagiu à substituição da liderança de governo na Câmara Municipal, anunciada no último sábado (5) e mandou recado para o prefeito Eduardo Braide (Podemos) na sessão ordinária desta segunda-feira (7).

“O Braide que votei não era esse que hoje administra a Prefeitura. O Braide que conheci caminha comigo pelas feiras e mercado, mas o Braide de hoje pega megafone pela manhã, para dizer que estava com os rodoviários, mas à noite manda a Guarda Municipal prender os trabalhadores”, Marcial Lima, vereador pelo Podemos.

Ele foi substituído pelo vereador Raimundo Penha, do PDT, que agora é o responsável pelo articulação do Executivo na Câmara.

Marcial afirmou que já havia comunicado desde o mês de fevereiro a sua intenção de deixar o posto ao secretário de Articulação, Marcio Andrade.

O parlamentar apoia a candidatura do vereador Paulo Victor (PCdoB) para a Mesa Diretora da Casa. Braide trabalha pela eleição de Dr. Gutemberg (PSC).

“Há cerca de 20 dias, aproximadamente, eu me submeti a uma cirurgia no olho direito e me encontrei dia depois com o senhor Márcio Andrade, que é o secretário de articulação do governo Braide, e disse para ele que a partir da primeira semana de março estaria deixando a liderança do governo com a sensação de dever cumprido”, disse

Num trecho do discurso mais duro, Marcial afirmou que deixou o posto por não ter como “votar contra o trabalhador”.

“Não posso jogar fora minha digna vida de homem público. Eu jamais posso votar contra o trabalhador, mas seguirei apoiando todas as matérias que possam beneficiar a população ludovicense nesta Casa”, completou.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários