Poder

Ex-vereador Beto das Vilas é investigado por suposto enriquecimento ilícito

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de São José de Ribamar, Manoel Albertin Dias dos Santos, conhecido como Beto das Vilas, está no centro de uma investigação que apura suposto enriquecimento ilícito.

A apuração inicial foi instaurada em 2019 pela 1ª Promotoria de Justiça Cível de São José de Ribamar, mas somente em 2022 foi convertida em inquérito civil pelo promotor Márcio José Bezerra Cruz visando um aprofundamento maior dos fatos.

Os autos versam que Beto das Vilas, enquanto presidente da Câmara de Vereadores ribamarense, teve uma evolução patrimonial supostamente incompatível com seus rendimentos, além disso teria favorecido seus familiares com cargos na Prefeitura da cidade.

Durante os trabalhos ministeriais, serão coletadas informações, depoimentos, certidões e realizada perícias para instauração da ação civil e/ou penal ou arquivamento dos fatos.

Em outubro de 2020, o ex-vereador teve R$ 2 milhões bloqueados pelo juiz da 3ª Vara Federal, Clodomir Sebastião Reis.

A decisão atendeu ao pedido feito em Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo Município de São José de Ribamar, onde alegou que foi solicitado, por ofício ao então presidente da Casa Legislativa o envio à Prefeitura dos comprovantes mensais de recolhimento de Imposto de Renda, relativos ao exercício de 2017, para fins de conferência, no entanto, só encaminhou os comprovantes relativos aos meses de janeiro a abril de 2017.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Ex-vereador Beto das Vilas é investigado por suposto enriquecimento ilícito”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. João

    O MP vai ter que investigar então quase todos os políticos do Maranhão, inclusive os secretários de Estado e Municipais, principalmente os de saúde, educação e infraestrutura.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários