Poder

Dino alfineta Bolsonaro sobre a alta no preço dos combustíveis: “para que ele serve?”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), usou sua conta no Twitter para alfinetar mais uma vez o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL).

O assunto da vez é a recente alta do preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha anunciado pela Petrobras.

Na publicação, Dino questionou a fala de Bolsonaro na qual afirmava que não decidia nada sobre a empresa petrolífera brasileira. “Para que ele serve?” cutucou o chefe do Palácios dos Leões.

“O Chefe (ou “chefe”) máximo da Administração Pública Federal alega que nada pode fazer sobre decisões da Petrobras, uma entidade que integra a mencionada esfera administrativa federal. Se o chefe não sabe ou não quer chefiar, ou não tem coragem, para que ele serve?”.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quinta-feira (10) que não define preço de combustível na Petrobras, pouco antes de a estatal anunciar novo reajuste. “No mundo todo aumentou [preço dos combustíveis]. Eu não defino preço na Petrobras. Eu não decido nada, não. Só quando tem problema cai no meu colo”, disse Bolsonaro a apoiadores, no cercadinho.

A declaração foi divulgada no final da manhã de quinta-feira, pelo canal bolsonarista Foco do Brasil, mas foi concedida mais cedo a apoiadores.

“Lula e Dilma interferiram nos preços da Petrobras, entre outras coisas. Endividaram a empresa em R$ 900 bilhões. A tendência é melhorar lá fora, mas vai ter problema de combustível no Brasil. Não vai demorar”, afirmou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Dino alfineta Bolsonaro sobre a alta no preço dos combustíveis: “para que ele serve?””

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. João

    Esse FDP acha que o povo é burro ?

    Bolsonaro também é o culpado do MA tá miséria, com os piores índices e carga tributária nas alturas ?

    É subestimar a inteligência dos outros.

  2. asdrubal nascimento

    e paraque serves flavio dino?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários