Poder

Carlos Lula afirma que entraves na federação podem afetar planos do PSB no Maranhão

O secretário de Saúde, Carlos Lula (PSB), afirmou que a indefinição sobre federação dos partidos afeta os planos do PSB no Maranhão. A declaração foi dada durante entrevista ao jornalista da TV Mirante, Clóvis Cabalau na manhã desta segunda-feira (7).

Para o titular da Saúde, a federação entre PSB, PT, PCdoB e PV seria perfeito para a composição das chapas no Maranhão, mas há entraves nacionais que dificultam ainda mais esse projeto. Carlos Lula falou que se essa aliança não ocorrer, o partido irá montar a chapa sozinho.

“Queria muito ver o PSB no projeto da federação com o PT, PCdoB e PV. Infelizmente há debates de ambos que não se travam aqui no Maranhão, na composição com outros estados, tem um gargalo em São Paulo, a candidatura do Márcio França e do Haddad, a governador do estado, que estão pedindo essa união no país, torço muito que até o fim do mês, que resolva isso, porque muda a composição das chapas. Então, seria muito mais simples montar uma chapa com gente do PV, do PT e do PCdoB junto com o PSB, para compor uma chapa de 43 candidatos a a estadual, 19 candidatos a federal. Caso isso não aconteça, o PSB vai ter que fazer sozinho, aí vai ter um outro trabalho, que é montar essa chapa de 43 candidatos sozinho, se torna bem mais difícil a candidatura e a eleição.”

Em outro trecho da entrevista, Carlos Lula revelou nomes que se filiarão à legenda partidária, entre eles estão o deputado estadual Adelmo Soares, a ex-prefeita de Urbano Santos, Iracema Vale, e Florêncio Neto, filho do deputado Carlinhos Florêncio.

O secretário irá deixar a pasta da Saúde em breve para concorrer as eleições como candidato a deputado estadual.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários