Poder

Braide mostra fraqueza como articulador político

Há quase dois anos no comando da Prefeitura de São Luís, Eduardo Braide tem demonstrado que não sabe articular politicamente.

Nessa segunda-feira (28), o gestor municipal sofreu duas derrotas bastante significativas que expõem a sua fraqueza como articulador.

O primeiro revés veio com o vereador Gutemberg Araújo (PSC), que anunciou a desistência em concorrer para a presidência da Câmara de São Luís. O parlamentar era o candidato apoiado por Braide, mas não conseguiu avançar no diálogo para buscar apoio para se eleger presidente.

Com a renúncia de Gutemberg, a eleição ocorrerá com chapa única encabeçada pelo vereador Paulo Victor (PCdoB).

Logo após a derrota na Casa Legislativa, Braide tomou outro golpe duro. O deputado estadual Fábio Macedo anunciou que assume o comando do Podemos no Maranhão, sigla que era presidida pelo prefeito de São Luís.

Por não aceitar o novo presidente, o gestor municipal pediu sua desfiliação da sigla. Ele justificou sua saída, nas redes sociais, afirmando que não pactuou com a forma com que a direção nacional tentou impor os rumos do partido no Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Braide mostra fraqueza como articulador político”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. MARTINS

    Agora concluímos o porque da saída do senhor Joaquim Haickel da equipe do prefeito Braid. Foi um bom secretário de comunicação e por enxergar longe politicamente as coisa,previu que o prefeito era muito apático no geral.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários