Poder

Weverton Rocha afirma que Flávio Dino não cumpriu com “carta compromisso”

Em entrevista ao portal Imirante.com, o senador e pré-candidato ao Palácio dos Leões, Weverton Rocha (PDT), afirmou que o governador Flávio Dino (PSB) não cumpriu com a “carta compromisso” assinada em julho com o seu grupo político, onde se firmou o acordo de que o candidato indicado seria aquele atendesse aos critérios estabelecidos no documento.

Para o pedetista, Dino ignorou completamente a carta ao revelar o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) como a sua escolha pessoal para a sucessão em 2022. Rocha disse ainda que a decisão foi política sem levar em conta a coletividade do grupo.

“Eu não estou tratando mais a carta por uma razão objetiva: a reunião para decidir isso ela mesma foi desconsiderada por quem coordenou a reunião que foi o governador, então você não tem como falar de carta, onde ele não não utilizou ela para dizer qual era o seu pré-candidato e qual era sua opção pessoal, então é óbvio que essa decisão extremamente política e há todo um contorno e toda uma construção que se tenta passar essa coletividade, só que a coletividade estava nos critérios que estão lá no documento que infelizmente não foram seguidos (sic)”, alegou.

Ao seu questionado sobre receber a pecha de traidor ao manter a candidatura mesmo não sendo o escolhido por Flávio Dino, Weverton Rocha argumentou que sempre ajudou o governo em pautas enviadas para Brasília e que estar junto em todo o processo político não é dar um cheque em branco e permitir que a decisão seja apenas uma pessoa. “Querem adesão e não união”, falou.

“Pelo contrário, nós estivemos juntos ao longo de todo o governo, em todos momentos bons e difíceis, como agora estamos no momento difícil, estamos vivendo juntos, em parceria, lutando, todas as pautas que o governador encaminha para Brasília, ele sabe que temos ajudado, nos dedicado a lutar por essa agenda. Essa não é palavra. Você não pode simplesmente achar que estar junto em todo o processo é dar um cheque em branco e ser decidido apenas por uma pessoa, aí quando você não concorda com o que ela quer e você a ser traidor? Isso não existe! Então não querem união, querem adesão. E aí não dá para ir nessa linha. Então, eu to tranquilo, não tem porque ser dito isso, não seria leal e nem seria correto do grupo que faço parte vir fazer tal calúnia, tal difamação, tal injúria, porque no mínimo que vou dizer.”

Rocha garantiu que está tranquilo sobre toda essa situação e lembrou que cada um exerce a sua força e influência a sua maneira.

“Eu to tranquilo, não to reclamando. acho que é da política. Cada um exerce da sua forma, tem o seu perfil para exercer a sua influência sua relação de força e poder e isso aí faz parte, não estou para reclamar. Eu estou para participar do processo e discutir bastante franca e tranquila. To pronto e fazer o que tem que ser feito.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Weverton Rocha afirma que Flávio Dino não cumpriu com “carta compromisso””

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ricardo

    Bandido que enrola bandido tem 100 anos de perdão.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários