Poder

Promotoria pede abertura de inquérito policial contra secretária de Paraibano

Secretária de Educação de Paraibano, Joselane Pereira Freitas de Souza

O Ministério Público solicitou à Polícia Civil que investigue o suposto cometimento de falsidade ideológica pela secretária de Educação de Paraibano, Joselane Pereira Freitas de Souza. O requerimento foi encaminhado pelo promotor de Justiça da cidade, Carlos Allan da Costa Siqueira.

A autoridade policial tem 10 dias para informar quais providências foram tomadas.

Segundo o MP, o pedido foi motivado pela disparidades entre as declarações prestadas pela secretária de Educação e as informações dadas pelas diretoras da Escola Municipal Raimundo Fernandes durante oitivas realizadas no âmbito de uma investigação preliminar instaurada pela Promotoria de Paraibano que apura pagamentos supostamente ilícitos aos professores Ana Raquel Dutra Santos Alves e Carlos Henrique Alves entre os meses de janeiro e junho de 2021.

Os repasses teriam sidos aprovados por Joselane Pereira Freitas de Souza.

A partir disso, o promotor de Justiça enviou um ofício ao secretário de Finanças de Paraibano para que informe se o aval para os pagamentos foi dado pela colega de Executivo. Os professores também foram notificados para apresentarem suas defesas em 10 dias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários