Poder

PRF prende trio com veículo clonado e armas de fogo

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) com o apoio da Polícia Militar do Maranhão (PM/MA) prendeu três pessoas armadas que viajavam em um veículo roubado e clonado.

A ação aconteceu por volta das 6h40min de sábado (29), no km 543 da BR-316, munícipio de Caxias, na região dos cocais do Maranhão.

Na hora e local assinalados, os PRFs de plantão deram ordem de parada a um veículo I/CHEVROLET CLASSIC LS, prata, ocupado por três pessoas.

Foram solicitados os documentos do veículo e dos ocupantes. Em seguida, os sistemas informatizados retornaram que o veículo original é de Camaçari, na Bahia. Desconfiados da procedência do veículo a equipe fez a vistoria nos elementos de identificação e descobriu que o veículo fiscalizado, na verdade, havia sido roubado em Timon/MA no dia 21 de dezembro de 2021, e que foi adulterado e colocado placa clonada do veículo da Bahia.

Os policiais pediram reforço da Polícia Militar do Maranhão que ajudou na fiscalização dos envolvidos e deu apoio na condução para a delegacia.

Outra equipe PRF também foi acionada e passou a vasculhar em busca de armas e drogas, sendo encontrado em um mocó (esconderijo) de difícil acesso três revólveres escondidos no interior do assento do passageiro dianteiro, com acesso pela parte de trás do encosto.

De acordo com a equipe que efetuou a prisão, o trio teria tentado “uma parada” em São Luís, mas sem sucesso, e se dirigia para possível cometimento de crimes em Caxias/MA, Teresina/PI e região.

As armas apreendidas são: dois revólveres calibre 38, com cinco munições intactas cada; e um revólver calibre 32, com quatro munições não deflagradas.

Os autores são de diferentes lugares. O condutor, de 27 anos de idade, é de Vitória do Mearim/MA e portava um documento veicular (CRLV) falso; um segundo passageiro, de 20 anos, é natural de Águas Lindas de Goiás/GO, mas reside em Santa Inês/MA, e um terceiro meliante, de 22 anos, é de Zé Doca, noroeste do estado. Ele forneceu nome falso, mas teve a identificação descoberta pela polícia.

Eles se identificaram como gesseiros, que teriam ido fazer um serviço em Rosário-MA, mas a conversa deles destoava da realidade.

Os autores foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil em Caxias para os procedimentos que o caso requer.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários