Poder

Brandão perde apoio de partido do seguimento Cristão

Pretenso candidato à sucessão do governador Flávio Dino (PSB), o vice-governador Carlos Carlos (PSDB) recebeu uma notícia nada agradável para o seu projeto eleitoral deste ano.

O tucano, que busca aglutinar o máximo de legendas para, então, usar como argumento de que tem mais viabilidade na carta-compromisso criada por Dino, perdeu um partido do seguimento cristão.

Presidido pelo ex-deputado Junior Verde, o antigo Partido Trabalhista Cristão (PTC), que agora chama-se Agir36, será presidida pelo pré-candidato a governador Lahésio Bonfim, que assumiu na noite desta quarta-feira (19), em Imperatriz.

Com isso, Brandão tem uma baixo no seu número de partidos.

Outra legenda que não vai caminhar com o Brandão é o PT. O ex-presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva (PT), descartou a possibilidade de apoio durante entrevista para sites independentes.

Lula disse que é difícil firmar aliança política com o partido tucano e sinalizou abertamente que o seu candidato é o senador Weverton Rocha (PDT).

“Nós defendemos a candidatura do Flávio Dino. Agora o companheiro Flávio Dino tem um candidato dele, que é o vice, que é do PSDB. Ele sabe que é difícil a gente apoiar o PSDB. Nós temos a candidatura do Weverton [Rocha], então eles vão ter que se acertar lá para facilitar a nossa vida”, declarou o ex-presidente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários