Poder

Secid fecha contrato de R$ 48 milhões com investigado por fraude e desvio de verbas

O empresário Luiz Raimundo Teixeira Lobato continua atuando no governo Flávio Dino (PSB) faturando cifras milionárias.

No final de novembro, a empresa de Lobato, a LRT Lobato Eireli, abocanhou um contrato de R$ 48.381.135,12 milhões na Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), que é gerenciada pelo deputado licenciado Márcio Jerry.

O acordo contratual prevê a locação e máquinas pesadas e caminhões, com operador habilitado e fornecimento de combustível. O aluguel será feito pelo prazo de 12 meses.

Em março desse ano, o empresário abocanhou também seis lotes de uma licitação milionária realizada pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar – SAF/MA e Universidade Estadual do Maranhão – UEMA. O valor dos contratos chegaram a R$ 96.762.270,24 milhões.

Em consulta ao site da Receita Federal, a reportagem do Blog do Neto Ferreira apurou que a L.R. Lobato funciona como um material de construção na cidade de Pinheiro e não como uma locadora de equipamentos. Além disso, ela não tem cadastrado o serviço de locação de máquinas pesadas e caminhões com operador habilitado, mas sim aluguel de automóveis sem condutor.

Lobato é bastante conhecido no cenário de licitações públicas, pois é irmã da ex-prefeita de Santa Helena e cunhado do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), João Jorge Jinking Pavão. A sua empresa é tida como uma das grandes vencedoras de diversos contratos em Prefeituras do interior do Estado.

O empresário também é investigado pelo Ministério Público por envolvimento em um esquema de fraude de licitação, desvio de dinheiro público e locupletamento praticados pela ex-prefeita de Presidente Médici, Graciélia Holanda de Oliveira.

O caso foi denunciado pelo MP para a Justiça que determinou a quebra de sigilo bancário e fiscal de Luiz (reveja aqui).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Secid fecha contrato de R$ 48 milhões com investigado por fraude e desvio de verbas”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Alves

    Infelizmente temos no Maranhão um ministério público inerte quando o assunto é investigar ilegalidades no governo.

  2. Brasil, a casa da mãe Joana

    Existe ministério público no Maranhão? A corrupção que reina no Maranhão mostra claramente que não é possível que exista.

  3. Ricardo

    O Ministério Público investiga é menino trabalhando; professor que chamou atenção de aluno; banheiros que não são compartilhados e vários outros casos insignificantes.
    És um órgão quase inútil.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários