Poder

“Não tem como dizer que o Carnaval ‘tá’ cancelado”, diz secretário Carlos Lula

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, classificou como incerta a realização do Carnaval 2022 no Maranhão. Ele explicou que não há como prever se o número de casos da Covid-19 permanecerá estável em três meses.

Quando questionado se vai ter Carnaval, “a resposta é: eu não sei”, disse o secretário em entrevista na manhã desta quinta-feira (2). “Não tem como dizer que o Carnaval ‘tá’ cancelado. É muito difícil planejar por ser uma festa gigante”, afirmou.

Com relação às festas de Natal e Réveillon, Carlos Lula apontou que não deve haver radicalismo e que a postura do governo é buscar ponderação. “As festas de Natal, por serem algo mais localizado, um número bem menor de pessoas, em ambiente aberto, a gente tem segurança pra isso. É diferente de uma festa de Réveillon, de eu botar 40 mil pessoas na Litorânea. A gente tem que ponderar essas coisas para saber como lidar. A gente não tem como sair fechando tudo”, ressaltou o secretário de Saúde.

O governo do Maranhão comunicou nesta terça-feira (29) que, assim como a Prefeitura de São Luís, também não realizará festa oficial de Réveillon na capital na virada deste ano para o próximo.

Apesar da decisão tomada na capital, nos demais municípios do Estado ficará a cargo de cada prefeito decidir sobre festas e shows da virada.

Para maior segurança, ele destacou a importância de tomar a vacina contra Covid-19. Além disso, ressaltou que as pessoas precisam completar o ciclo de imunização e tomar também a dose de reforço quando chegar a vez.

“Quando a gente toma a dose de reforço ou a terceira dose, nossa proteção aumenta”, disse. Ele também comentou que a obrigatoriedade do uso da máscara está sendo estudada, assim como a volta de algumas restrições, em razão da variante Ômicron (B.1.1.529) do coronavírus. Ele explicou que a população precisa ficar alerta e não desesperada. “A gente não tem essa viriante detectada ainda [no Maranhão]”, afirmou Carlos Lula.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários