Poder

Prefeito de Afonso Cunha é denunciado na PF por cobrar propina de empresário

 

O prefeito de Afonso Cunha, Arquimedes Américo Bacelar (PDT) é investigado pela Polícia Federal por suspeita de cobrar pagamento de propina no valor de R$100 mil do empresário Wellington Lima Bacelar, que é proprietário da Mix Gestão, empresa contratada pelo Executivo Municipal.

Segundo Wellington, a sua empresa, com sede na cidade de Aldeias Altas, ganhou o processo de licitação para manutenção da estrada vicinal no zona rural do município de Afonso Cunha em 2019, no valor de R$ 240 mil, que seriam custeados por meio de verba do Governo Federal. Também destacou que concorreu de forma lícita e atendendo a todos os critérios exigidos pela tomada de preço.

Após receber o pagamento, Wellington foi procurado pelo prefeito Arquimedes, que pediu o  repasse de R$ 100 mil para conta de uma empresa identificada como CNC Construções, que é apontada no depoimento como um possível estabelecimento de fachada usado pelo chefe do executivo para receber propina.

Ao negar o pedido do gestor público, o empresário e seu filho, Wellington Lima Bacelar Filho, estão recebendo ameaças de morte, conforme consta na denúncia à PF.  No termo de declaração, também é relatado que a irmã do prefeito, Ana América Bacelar, procurou Wellington em sua residência, mas foi negada sua entrada.

O proprietário da Mix Gestão informou que possui grau de parentesco distante com o prefeito, sendo que sua avó é irmã do avô de Arquimedes.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários