Poder

Francisco Nagib na mira do Ministério Público por dispensa ilegal de licitação no Detran

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito, Francisco Nagib, está no centro de uma investigação por suspeita de dispensa ilegal de licitação.

O inquérito está sendo conduzido pelo promotor de Justiça Nacor Paulo Pereira dos Santos, titular da 35ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

Segundo a Portaria publicada no Diário Eletrônico do Ministério Público, Nagib teria dado aval para a realização de despesa sem cobertura contratual, ou seja houve prática de conduta típica consistente na dispensa ilegal de licitação e/ou que se enquadra nas hipóteses previstas na Lei de Improbidade Administrativa.

O diretor do Detran já foi notificado para prestar esclarecimentos sobre o caso. O prazo de conclusão dos trabalhos é de 1 ano. Caso sejam comprovados os fatos, Francisco Nagib poderá ser responsabilizado judicialmente.

Francisco Nagib, que é ex- prefeito do município de Codó e herdeiro da FC Oliveira já está na mira das autoridades desde a sua gestão como chefe do Executivo codoense, sendo alvo de investigação da Polícia Federal por possíveis atos de Improbidade Administrativa.

Em março deste ano, o Blog do Neto Ferreira noticiou sobre a investigação do Ministério Público do Maranhão acerca de indícios fortes de que o gestor teria cometido abuso de poder político e econômico, usando indevidamente a máquina administrativa e servidores públicos para sua autopromoção, além de realizar licitações no valor de R$ 32 milhões com caráter eleitoreiro.

A assessoria do diretor do Detran entrou em contato com o Blog do Neto Ferreira e negou que tenha havido qualquer contratação ou pagamento sem licitação.

Leia abaixo:

Em resposta à matéria publicada nesta terça-feira,16, em seu blog com o título “Francisco Nagib na mira do Ministério Público por dispensa ilegal de licitação no Detran”, esclarecemos que o diretor-geral do Detran-MA, Francisco Nagib, desconhece qualquer despesa que foi ou está sendo paga sem que exista um processo administrativo, com parecer juridico, transparência e legalidade.

No Detran-MA não são realizados pagamentos sem que sejam obedecidos todos os trâmites administrativos e legais para que as despesas sejam efetuadas, garantindo, assim, que não há ilegalidade ou obscuridade em nenhum pagamento feito durante sua gestão.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Francisco Nagib na mira do Ministério Público por dispensa ilegal de licitação no Detran”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Carlos Augusto pires

    Esse diretor está fazendo política dentro do Detran para o PDT

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários