Poder

Jogo de cartas marcadas em licitação milionária da Sinfra deve favorecer Eduardo DP

O empresário Eduardo José Barros Costa, mais conhecido como Eduardo DP, estaria atuando nos bastidores para frustar a concorrência na licitação da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), administrada por Clayton Noleto, que prevê a pavimentação de trecho da rodovia MA-247, que liga Trizidela do Vale a São Luís Gonzaga. O valor do certame público que está em disputa é de R$ 40,8 milhões.

Interlocutores ligados ao setor da construções civil informaram ao Blog do Neto Ferreira que Eduardo DP teria pedido às empresas para não participarem do processo licitatório garantindo que o contrato já seria dele. Fazendo da disputa um verdadeiro jogo de cartas marcadas para se favorecer.

O empresário é o sócio oculto da Construservice Empreendimentos, que vem disputando a licitação em questão com mais 3 empreiteiras, entre elas a Epeng – Empresa e Projetos de Engenharia, da cidade de Codó, e a Sultepa Construções e Comércio, que fica localizada em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Durante a abertura dos envelopes de habilitação do procedimento, a empresa de Eduardo DP apresentou um recurso na Comissão Setorial de Licitação da Sinfra contra a empresa gaúcha alegando o descumprimento de vários itens do Edital, como a apresentação de certidão positiva de débitos trabalhistas, quando a exigência é de não ter débitos.

A alegação da Construservice é uma tentativa de tirar do páreo a Sultepa, empresa essa que não faz parte do clube das empreiteiras, para abocanhar de vez o contrato milionário da Sinfra.

Conforme apontou investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Civil do Maranhão, a empresa de DP teria envolvimento com o crime organizado.

Em 2015, a empreiteira foi alvo da operação Imperador I deflagrada contra a Máfia da Agiotagem no Maranhão.

Os investigadores afirmaram que a Construservice pertence no papel aos empresários Rodrigo Gomes Casanova Júnior e Adilton da Silva Costa, mas é operada no submundo do crime pelo empresário-agiota Eduardo José Bastos Costa, o Eduardo DP ou Imperador, que já foi preso.

O secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, foi procurado pela reportagem para se manifestar sobre o caso, mas não respondeu aos questionamentos até o fechamento da matéria.

A reportagem também tentou entrar em contato com o Eduardo DP, mas não obteve sucesso.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

4 comentários em “Jogo de cartas marcadas em licitação milionária da Sinfra deve favorecer Eduardo DP”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Alves

    KD o secretário portela que afirmou em anos atrás que Eduardo DP era o maior agiota do Maranhão.
    Agora virou santo??????

  2. Brasil, a casa da mãe Joana.

    É tanto dinheiro que os caras lambe os lábios…….

  3. A relação de intimidade entre Clayton Noleto e Eduardo DP - Neto Ferreira – Conteúdo InteligenteNeto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] na pasta da Infraestrutura e está prestes a ganhar mais uma licitação de quase R$ 50 milhões (reveja aqui). Diante desse cenário, fica um questionamento no ar: como que um fornecedor do Estado surge em uma […]

  4. Clayton Noleto pousa em foto com DP antes de contratar empresa por milhões na Sinfra - Neto Ferreira – Conteúdo InteligenteNeto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] O Blog do Neto Ferreira antecipou o resultado da licitação e revelou que o dono da Construservice, Eduardo Costa Barros, o Eduardo DP, teria trabalhado nos bastidores para frustar a concorrência da disputa pública e garantir o gordo contrato (relembre). […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários