Poder

Braide quer propor auxílio para encerrar greve dos rodoviários em São Luís


Uma reunião para tentar por fim à greve dos rodoviários da Grande São Luís está marcada para as 10h desta segunda-feira (25), na sede da Prefeitura da capital, junto ao Sindicato dos Rodoviários e ao Sindicato das Empresas de Transporte (SET).

Segundo o prefeito da cidade, Eduardo Braide (Podemos), a proposta de um auxílio emergencial para o setor vai ser oficializada. O cartão cidadão vai garantir passagem gratuita para pessoas que perderam o emprego durante a pandemia da Covid-19, além de contribuir para o sistema de transporte público, com injeção de recursos.

“A pandemia mexeu com todos e é por isso que no início do ano nós criamos o auxílio emergencial para o setor cultural. É essa solução que nós propomos neste momento. Por que? Porque o primeiro caminho que foi apontado, foi o aumento do preço das passagens de ônibus e eu já me manifestei sobre esse assunto e não acho correto, neste momento em que as pessoas estão tentando retomar a economia, almejando buscar os empregos que foram perdidos durante a pandemia, ter que arcar agora com esse aumento. Quero aqui reafirmar que nós não teremos aumento nas passagens de ônibus”, disse.
Ainda segundo Eduardo Braide, o auxílio vai substituir o reajuste da tarifa de ônibus em São Luís e, com o recurso, será possível retornar com as atividades na capital.

“E qual é o caminho, qual a solução para que a gente encontre o auxílio da prefeitura em relação a essa relação entre trabalhadores e empresários? Da forma que eu disse: a Prefeitura de São Luís já se dispôs a apresentar um auxílio emergencial para o setor do transporte público. Isso foi colocado em todas as audiências”

Dificuldades na resolução
O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) reafirmou a intenção de buscar uma solução negociada e pacífica que leve ao fim da greve de trabalhadores rodoviários, em nota divulgada nesse domingo (24).

Para Eduardo Braide, não existe dificuldade. A diferença é de onde vai sair os recursos: do bolso da população ou do programa da prefeitura.

“O recurso é o mesmo, o mesmo recurso que sair do aumento da tarifa é que vai sair do auxílio emergencial da prefeitura. Então, nós vamos garantir, através de uma ação social, que recursos entrem no sistema público para evitar que haja um aumento de passagem nesse momento de pandemia”, disse.

Reajustes de preço é contratual

De acordo com Braide, o aumento de tarifa é contratual, pois existe a possibilidade de um reajuste anual. No entanto, é necessário que haja medidas para que a população não seja prejudicada.

“Em vez de colocar esse preço, nesse momento tão difícil de pandemia, na conta da população, nós vamos chamar a responsabilidade do Município para que a gente possa encontrar a solução para esse impasse em relação aos rodoviários e os empresários sem prejudicar a população. Não tem dificuldade. A diferença é de onde vão sair os recursos, se é do bolso da população, ou se é da Prefeitura de São Luís por meio de um programa social que vai atender as pessoas. Então, o recurso é o mesmo. O mesmo recurso que sair do aumento de tarifa, é o que vai sair do auxílio emergencial da prefeitura”, finalizou.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Braide quer propor auxílio para encerrar greve dos rodoviários em São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Jorjão

    Enquanto isso, os donos da RATRANS estão na Disney… sem falar das intermináveis festas e viagens.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários