Poder

Gastos com pavimentação em Matinha pode ser alvo de investigação federal

Verba pública má utilizada em uma obra que dá acesso a Orla do Lago João Luís, na cidade de Matinha, pode chegar ao conhecimento dos órgãos de controla e fiscalização.

Em agosto de 2019, houve celebração de contrato entre a gestão municipal e construtora TPCO Engenharia LTDA, para pavimentação. Curiosamente, a mesma empresa ganhou um novo contrato de R$ 983 mil com objetivo de recapeamento asfáltico em ruas e recebeu pagamentos oriundos de serviços de tapa-buracos no valor de R$ 593 mil.

Durante o percurso contratual, a prefeitura decidiu reincidir a parceria alegando que houve “abandono da obra”, inclusive, chegando a contratar a A MRA Soluções em Engenharia Eireli que assumiu o canteiro de obra um ano após, especificamente em 2020.

Na semana que antecedeu as eleições, a empresa MRA emitiu nota fiscal no valor de R$ 302 mil reais alegando ter realizado o serviço de pavimentação asfáltica do acesso a Orla do Lago João Luís. Na nota, consta o carimbo e assinatura do Secretário de Infraestrutura George Washigton P. Braga atentando a realizando da pavimentação asfáltica.

O vereadora Mastrângelo (Republicanos), esteve a convite dos moradores no local da obra e constatou que se tratava de estrada fantasma. Populares registraram em fotos, que o pouco serviço de terraplanagem feito, é executado por duas máquinas pertencentes ao próprio município, o que caracteriza indícios de desvio de verba pública.

Á reportagem, o vereador disse que formalizará denúncia do caso na Polícia Federal, por se tratar de recursos federais. “Estive no local e verifiquei que o município de Matinha pagou mais de R$ 300 mil reais por uma obra que podemos considerar fantasma, já que não há nada feito e para piorar verificamos que apesar de um empresa privada ter sido contratada por quase R$ 3 milhões de reais, são máquinas da própria prefeitura que estão realizando lento serviço”, relatou o parlamentar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários