Poder

Preso empresário suspeito de envolvimento na morte do médico em Imperatriz

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) prendeu na tarde desta quarta-feira (11) o empresário Waldex Cardoso, suspeito de participar da morte do médico Bruno Calaça Barbosa, morto com um tiro em 26 de julho, em Imperatriz. O suspeito se entregou à polícia na presença de um advogado.

Ele estava foragido desde a época do crime e já tinha a prisão preventiva decretada pela justiça. Além de Waldex, estão presos por suspeita de participação no crime o bacharel em direito, Ricardo Barbalho e o soldado da Polícia Militar, Adonias Sadda, suspeito de atirar contra o jovem. O bacharel já havia sido preso após se entregar à polícia na segunda-feira (9).

Segundo as investigações do caso, Waldex aparece nas imagens das câmeras de segurança que registraram o crime, conversando com os outros dois suspeitos antes de partir para cima do médico.

Após a prisão, Waldex Cardoso foi levado para Unidade Prisional de Imperatriz, onde se encontra à disposição da justiça. O caso segue sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção na Pessoa de Imperatriz.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Preso empresário suspeito de envolvimento na morte do médico em Imperatriz”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ildo

    Antes todos os assassinados pudessem terem o mesmo trabalho de excelência das autoridades, porque é difícil de acreditar que tantas vidas que foram tiradas por policiais ficou nas palavras de que houve reação e por isso foram alvejados, contra o silêncio dos que perderam a vida…..graças a Deus tinha uma filmagem.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários