Poder

Líder comunitário previu sua morte e afirmou que Márcio Jerry seria o mandante

 

Líder comunitário assassinado na Cidade Olímpica, Nestor da Silva Almeida, alertou para a possibilidade de ser vítima de uma execução e disse quem seria o mandante do crime: o deputado federal Márcio Jerry.

O alerta foi publicado em 17 de agosto de 2015 em sua conta no Facebook com a seguinte mensagem: “Quem matou o jovem Fagner na Vila Luizão não foi a PM, mas sim a ordem do ditador Márcio Jerry, e eu sou o próximo segundo gente ligado à ele, por isso, Direitos Humanos, se me matarem, já sabem a quem prender.” Nestor do Povão – Líder Comunitário.

Essa foi a última postagem na rede social do líder comunitário.

Nestor foi assassinado a tiros, na noite deste domingo (1º). O crime ocorreu nas proximidades do ponto final de ônibus, na Avenida 02 da Cidade Olímpica. Ele estava sentado em uma cadeira quando foi surpreendido pelo assassino, que desferiu vários tiros.

Várias presenciaram o assassinato. O ato criminoso tem características de acerto de contas ou por encomenda.

A vítima foi candidato a vereador de São Luís nas eleições de 2020 pelo PSC, obtendo 306 votos. A polícia já está investigando o caso e tenta identificar e prender o assassino.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Líder comunitário previu sua morte e afirmou que Márcio Jerry seria o mandante”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Antônio Batista

    Covardia!
    Não se pratica mais esses tipos de crime, bando de covardes!
    Temos certeza que os Diretores Humanos cobrará uma resposta da polícia.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários