Poder

Emserh estima pagar R$ 17,6 milhões para distribuidoras de medicamentos

Em meados de Agosto, o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), Marcos Antônio da Silva Grande, decidiu contratar sete empresas para fornecer medicamentos de formas farmacêuticas diversas para os hospitais administrados por ela.

O contrato foi dividido em 18 lotes e avaliados em nada menos do que R$ 17.647.842,24 milhões com período de vigência de 12 meses.

Conforme foi divulgado no Diário Oficial do Maranhão, os lotes 34 e 35, orçados em R$ 12.718.800,00 milhões, ficaram com a empresa Royalmed Hospitalar, localizada no bairro do Jardim São Francisco, em São Luís. A distribuidora é dos sócios Ramon Cardoso França, Zulima Cardoso França, Rômulo Cardoso França, e Raimundo Rosa Sousa França.

A empresa M.A. Silva Equipamentos Hospitalares, mais conhecida como Vivamar Hospitalar, também ganhou uma “fatia” do contrato ficando com o lote 32 de valor R$ 2.458.512,00. A Vivamar também funciona na capital maranhense, no bairro do São Cristóvão, e já atua na Emserh há anos.

Com sede em Goianira, cidade de Goiás, a Premium Hospitalar conseguiu arrematar os itens 3, 22, 25, 26,e 31 da licitação e deve receber R$ 1.139.967,36 milhão pelo fornecimento dos medicamentos. A empresa está em nome dos sócios Luis Alfredo Lima Silva e William Fernandes Carneiro Filho.

Já os lotes 20,21, e 27 ficaram com a Uni Hospitalar, de Recipe (PE), que deverá faturar R$ 843.984,00. A distribuidora pertence à Pedro Ferreira da Silva Filho, Christian Mendes Oliveira Tavares, e Ladjane de Albuquerque Ferreira.

Também foram contratadas a Farmace Indústria Química Farmacêutica Cearense, que ficou com os itens 2,10,17 pelo valor de R$ 325.036,80 mil; a Prosper Comércio e Distribuição, que arrematou os lotes 29 e 30 e a Emserh irá pagar R$ 106.246,08 mil pelo fornecimento dos medicamentos; e a Recoprel Comercial, que ficou com os itens 8 e 9, orçados em R$ 55.296,00 mil.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Emserh estima pagar R$ 17,6 milhões para distribuidoras de medicamentos”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Jonas

    Isso ai tudo é combinado. Essas empresas fazem acerto pra ganharem esses contratos pagando altas propinas. Agota eu perguunto cadê a SECCOR? Nao faz nada, sabe porque? Porque a maior parte dessa propina vai para o governo.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários