Poder

10 deputados maranhenses votaram contra a PEC do voto impresso

Dos 18 deputados federais da bancada do Maranhão, 14 votaram na sessão da Câmara dos Deputados que analisou a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) do Voto Impresso. Dos que votaram, a maioria decidiu rejeitar a proposta apresentada por Bia Kicis (PSL- DF).

Foram 10 deputados maranhenses que decidiram votar contra a proposta defendida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Entre os que rejeitaram a PEC estão Bira do Pindaré (PSB), Edilázio Júnior (PSD), Gastão Vieira (Pros), Josimar de Maranhãozinho (PL), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Pedro Lucas Fernandes (PTB) e Zé Carlos (PT).

Os quatro deputados federais que decidiram votar “sim” pela PEC foram: Pastor Gil (PL), Aluisio Mendes (PSC), Cléber Verde (Republicanos) e Josivaldo JP (Podemos).

Outros quatro deputados do Maranhão não votaram. Foram eles: André Fufuca (PP), João Marcelo (MDB), Hildo Rocha (MDB) e Juscelino Filho (DEM)

Para ser aprovada, a PEC precisava de, no mínimo, 308 votos. No entanto, o texto elaborado pela deputada Bia Kicis (PSL-DF) teve o apoio de apenas 229 deputados.

Outros 218 deputados votaram contra a PEC, e um parlamentar se absteve. Ao todo, 448 votos foram computados.

Com isso, o texto será arquivado e o formato atual de votação e apuração deve ser mantido nas eleições de 2022.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “10 deputados maranhenses votaram contra a PEC do voto impresso”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ildo

    A vergonha maranhense.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários