Poder

Magno Bacelar é investigado por omissão na prestação de contas de convênios

A 1ª Promotoria de Justiça de Chapadinha instaurou um inquérito contra o ex-prefeito Magno Bacelar por improbidade administrativa e por omissão na prestação de contas de convênios.

Segundo as informações divulgadas pelo Parquet, as investigações iniciaram a partir da Notícia de Fato nº 00411-262/2021-1ªPJCHAP com base na Representação protocolada pela atual gestão da Prefeitura de Chapadinha contra Magno Bacelar e Danubia Loyane de Almeida Carneiro.

Versa a Portaria publicada pelo Miistério Público que houve supostos atos de improbidade administrativa praticados e a omissão no dever de prestar contas dos convênios 12/2002; 40/2010; 475/2007; 7520/2007; 424/2009;04/2004 e 348/2018, firmados entre a Secretaria Estadual de Saúde e a Prefeitura de Chapadinha durante a gestão do ex-prefeito.

A necessidade do aprofundamento das investigações levaram a 1ª PJChap a converter a NF em inquérito civil. O caso está sob a coordenação da promotora Ilma de Paiva Pereira.

Como parte das diligências, foi enviado um ofício à SES solicitando informações sobre os Convênios citados acima.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários