Poder

Francisco Nagib é acusado de nepotismo e usar o Detran como “cabide de emprego”

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Francisco Nagib, é acusado de prática de nepotismo via uma empresa terceirizada da autarquia.

A informação foi revelada pelo Ministério Público do Trabalho, que teve acesso à lista contendo nomes de contratados.

Consta o nome de Milton Nagib Alves de Sousa Buzar, parente do diretor-geral, na relação da BR Terceirização e Serviços Eireli para o cargo de Analista/Diretoria Operacional. O caso foi levado à justiça por haver suspeitas de ilegalidade.

“O que só reforça a ilegalidade da terceirização existente naquela autarquia de trânsito, não só pela prática de nepotismo e utilização do órgão como cabide de emprego, mas também pela presença do requisito da relação de emprego pessoalidade”, diz trecho do documento que a reportagem teve acesso.

Na semana passada, Francisco Nagib publicou o edital de licitação para celebrar uma nova contratação da BR Terceirização, sendo que não há sequer autorização judicial para prorrogar os atuais contratos, muito menos para contratar nova empresa.

A reportagem entrou em contato ontem com o diretor-geral do Detran, Francisco Nagib, e com a sua assessoria, mas até o fechamento da matéria, não obteve resposta.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Francisco Nagib é acusado de nepotismo e usar o Detran como “cabide de emprego””

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ildo

    Como no Brasil, o nepotismo sempre houve, sempre há e sempre haverá mesmo que seja o famoso nepotismo cruzado.

  2. Mario César

    Nagib é assim, sempre se utilizando desses meios pra se beneficiar e beneficiar parentes e a empresa do pai. É um cara perseguidor e corrupto de carteirinha. Ele fez um estrago aqui em Codó quando passou pela prefeitura.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários