Poder

Presidente do CRT-02 é denunciado na Procuradoria da República por nepotismo

O presidente do Conselho Regional dos Técnicos Industriais da Segunda Região (CRT-02), João Batista de Souza, foi denunciado no Ministério Público Federal por atos nada republicanos de nepotismo.

De acordo com a denúncia, Batista empregou advogada Larissa Cristina Filgueiras Fonseca, sua “nora”, no Conselho para o cargo de Assessoria Juridica.

A denúncia foi formalizada neste ano após a causídica auferir durante mais de 1 ano cifras oriundo de arrecadação, mesmo que de forma ilegal.

Ela foi nomeada em 02 de setembro de 2019 para Assessoria Juridica, mas foi designada a Comissão de Pregoeiro e Equipe de Apoio do Conselho.

A canetada do presidente João Batista, que levou a contratação da própria nora, caracteriza como prática de nepotismo e viola as garantias constitucionais de impessoalidade administrativa, na medida em que estabelece privilégios em função de relações de parentesco, conforme entendimento consolidado do Supremo Tribunal Federal.

Também foi denunciado na Procuradoria da República as nomeações do escritório do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estados do Ceará como – por exemplo-, Cristina Maria Coelho Vaz é Gerente do Escritório do Pará e tem o irmão Abelardo Lopes de Sousa como vice-presidente; Fábio Parente para exercer a função de Auxiliar Administrativo, mesmo sendo genro do Diretor de Fiscalização e Normas, Flávio José de Sousa; Tainã Teixeira exerce a função de Gerente do Escritório do Piauí, porem, seu irmão Cleiton Oliveira Santos é Diretor Administrativo; Danielle Miranda da Silva Barradas é lotada no Escritório do CRT-02 do estado do Pará e é cunhada do Conselheiro Titular, Arivaldo de Sousa Lieuthier.

A reportagem procurou o presidente do Conselho Regional dos Técnicos Industriais (CRT-02) para se manifestar, mas não consegui contato.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários