Poder

Navio que trouxe cepa indiana ao Maranhão saiu da Malásia e passou pela África do Sul

Do G1,MA

Alvo de preocupação das autoridades de saúde, o navio MV Shandong da Zhi trouxe consigo os seis primeiros casos confirmados da cepa indiana B.1.617, do novo coronavírus, ao Brasil.

A embarcação está em alto mar, a cerca de cerca de 35 km de São Luís, com 23 tripulantes: 14 deles com Covid-19 e nove seguem sem sintomas da doença. Além deles, um tripulante indiano foi internado em um hospital privado de São Luís, com a variante indiana, e o quadro de saúde é estável.

De bandeira de Hong Kong, Shandong da Zhi foi fretado pela Vale para o transporte de minério de ferro. É um navio cargueiro construído em 2012. Seu comprimento total é de 360 ​​metros e sua largura é de 65 metros.

Inicialmente, a embarcação saiu do Terminal Marítimo Teluk Rubiah, na Malásia, no dia 27 de março deste ano. Depois, o navio passou pela Cidade do Cabo, na África do Sul, onde embarcaram os 24 tripulantes.

O destino da viagem era o Porto da Madeira, em São Luís. No entanto, um tripulante de nacionalidade indiana, de 54 anos, começou a sentir os sintomas da Covid-19 no dia 4 de maio e teve febre. A confirmação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) ocorreu no sábado (15) e, por causa disso, a embarcação foi proibida de atracar na capital maranhense e ficou em alto mar.

De helicóptero, o paciente indiano foi levado a um hospital privado de São Luís. Dois dias depois, outros dois tripulantes sentiram sintomas da Covid-19 e também foram encaminhados para o mesmo hospital. Ambos tiveram alta hospitalar na terça (18) e retornaram à embarcação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários