Poder

Investigado pela Polícia Federal, fez doação de campanha para o prefeito de Loreto

Prefeito de Loreto, Marcos Bringel, e investigado pela Polícia Federal, Alexandre Chuary Cunha.

Alvo da Operação da Polícia Federal – Cobiça Fatal- Alexandre Chuary Cunha foi um dos doadores de campanha do prefeito de Loreto, Marcos Franco Martins Bringel.

Segundo levantamento do Blog do Neto Ferreira no Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais – DIVULGACAND do Tribunal Superior Eleitoral, a doação foi no valor de R$ 32.250 mil e ocorreu nas eleições de 2016.

Segundo a Polícia Federal, Alexandre Chuary faz parte de um esquema juntamente com João Antônio Martins Bringel, irmão do prefeito de Loreto e dono da Pleno Distribuidora, para desviar recursos públicos.

Ainda de acordo com as investigações da PF, Chuary usou o nome da própria mãe para abrir a Precision Soluções Diagnósticos, que é empresa de fachada. Ela foi usada para deixar um rombo de mais de R$ 2 milhões na Secretaria de Saúde de São Luís superfaturando a compra de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs).

Os federais também descobriram que a Pleno era integrante da teia criminosa. A Precision, a Só Saúde e a empresa de João Bringel estariam fraudando licitações em diversas Prefeituras do interior do Maranhão, como a de Timbiras, Lago do Junco, Cajapió e Icatu.

Pórtanto, o juiz da 1ª Vara Federal de São Luís, Régis Bonfim, autorizou buscas e apreensão na residência do irmão do prefeito de Loreto e a quebra do sigilo bancário e fiscal tanto da empresa quanto do proprietário.

A Pleno Distribuidora fica localizada no Parque dos Nobres, em São Luis.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários